A Guerra do Ópio

1997

Yapian zhanzheng

Outros títulos
  • Der Opiumkrieg - Alemanha
  • La guerra del opio - Espanha
  • Opium War - Estados Unidos da América
  • Oopiumisota - Finlândia
  • La guerre de l'opium - França
  • O polemos tou opiou - Grécia
  • A Guerra do Ópio - Portugal
Dirigido por:
Média geral 3.0
baseado em 11 votos
Sua avaliação:
salvando
14 - Não recomendado para menores de 14 anos 150 minutos

Em 1838 o consumo e tráfico de ópio na China aumenta de forma descontrolada, o que entra em profundo choque com os milenários valores do Império Celestial. O Imperador da China ordena, então, a intensificação do combate ao consumo e comércio do ópio, que algumas entidas privadas britânicas dirigem a partir do sul do país. Liu Xexu assume a coordenação das acções punitivas contra os interesses britânicos que retaliam com o envio de uma poderosa armada. Os chineses cedem perante a maior potência mundial do século XIX e são obrigados a pagar indeminizações aos comerciantes britânicos bem como a ceder a soberania de Hong Kong ao Império Britânico até 1997.
"A Guerra do Ópio" é um grandioso fresco histórico que recria a célebre guerra contra o consumo e tráfico do ópio na China no século XIX que levou a China a entrar em confronto com o poderoso Império Britânico e a capitular perante a força expedicionária enviada para restabelecer os interesses britânicos. Uma das consequências desta guerra foi a entrega da soberania de Hong Kong aos britânicos até 1997, que esta grandiosa e épica produção da República Popular da China vem, em tempo oportuno, evocar. Xie Jin, dispondo de grandes meios, constrói um filme heróico e sumptuoso, recheado de fascinantes apontamentos históricos, que é, no limite, uma visão espectacular de um período atribulado do choque de culturas e das consequências do colonialismo.
Fonte: http://www.rtp.pt/programa/tv/p1194

Estreia Brasil:
1997
Outras datas

Elenco de A Guerra do Ópio

Denunciar algo errado
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: