Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Bill Cable
1Número de Fãs

Nascimento: 2 de Maio de 1946 (51 years)

Falecimento: 7 de Março de 1998

Gary, Indiana - Estados Unidos da América

Bill Cable, também conhecido pelos pseudônimos "Stoner", "Cable" e "Bigg John", foi modelo, ator e dublê de cinema.

É mais fácil um camelo passar por um buraco de agulha do que um astro pornô seguir carreira em Hollywood.

Se quem faz TV nos EUA ainda é relegado às películas menos profundas, por assim dizer, imagina quem já participou de hardcore? Embora muita gente não se cansa de tentar.

Marilyn Chambers chegou a trabalhar com Cronenberg em Enraivecida, Na Fúria do Sexo (Rabid), mas não foi além disso. Tracy Lords, a ninfeta que passou a perna em toda indústria pornográfica com apenas 14 anos de idade, apareceu em Mamãe é de Morte e Cry Baby de John Waters, um Roger Corman e mais qualquer trash que lhe ofereceram.

No campo masculino, Bill Cable foi um dos modelos mais famosos da década de 70 ao ser capa da edição de novembro de 1974 da Playgirl. Antes, com o nome Stoner, era contratado da Colt Studios, produtora de material adulto voltada ao público gay.

Cable conseguiu seu primeiro papel em um filme de verdade justo na produção infantil A Grande Aventura de Pee-wee Herman em 1985. Esta produção da Warner é também o primeiro longa-metragem do diretor Tim Burton. Fez um policial que aparece muito pouco, mas enfim, era preciso começar de algum ponto.

Dois anos depois seria outra vez um homem da lei em Elvira A Rainha das Trevas. Produção B, mas bastante cultuada devido às incansáveis reprises na TV e ao carisma da protagonista Cassandra Peterson.

Sua grande oportunidade na tela grande viria só em 1992, com o mega sucesso de Instinto Selvagem (Basic Instint). Ele é o ex astro do rock Johnny Boz, vítima na cena que abre o filme, quando a loira misteriosa o amarra na cama para perfura-lhe o pescoço com o picador de gelo.

A morte de seu personagem desenrola toda a história, embora tenha entrado mudo e saído calado. Ainda gerou polêmica na mídia não só pela violência da seqüência, mas porque há um close dos genitais dele enquanto a polícia vasculha a cena do crime.

Principalmente por esta produção, que chamou a atenção do mundo à Sharon Stone, o nome de Bill Cable está presente em qualquer livro, ou registro sobre cinema.

Como se todo esse barulho fosse por nada, a carreira “séria” do ator não passou disso, ficando a obra de Paul Verhoeven como último trabalho na curtíssima filmografia. Faleceu em março de 1998, de acidente de motocicleta, aos 51 anos de idade.

Bill Cable era sócio da atriz Cassandra Peterson, com quem ele modelava e vivia. Ele se casou com Shirley Cumpanas em Nevada em 1985 e teve um caso com Christian Brando, filho do ator Marlon Brando, que levou ao seu divórcio, de acordo com uma entrevista e ensaio com a revista Cumpanas para Penthouse.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.