Entre o Amor e o Cangaço

1965

Entre o Amor e o Cangaço

Dirigido por:
Média geral 3.0
baseado em 1 votos
Sua avaliação:
salvando
90 minutos

"Joviano está prestes a se casar, mas o Coronel Eufrásio quer forçar seu pai a vender suas terras. Instala-se a luta. Coronel Eufrásio manda matar o pai de Joviano. Quando este retorna para sua casa encontra o pai morto, jura vingança e desiste do casamento para entrar no cangaço, no bando de Rufino. Em seguida, com a ajuda de Rufino, mata o coronel Eufrásio e parte sem rumo com o bando. Incluído no bando, Joviano agora se chama Sussuarana. Um dia, ele volta encontrar Das Dores, sua noiva, e abandona o cangaço para se casar. Mas logo percebe que "cangaceiro é um marcado", pois ninguém quer com ele se relacionar. Disposta a provar o caráter e a hospitalidade do futuro marido, Das Dores tem a idéia de convidar a todos para o casamento. Ninguém comparece, somente Rufino e seu bando. Tempos depois, Das Dores passa mal na iminência de ter um filho e Sussuarana apela para o farmacêutico da cidade, mas este nega seus serviços até que o herói denuncia Rufino e seu bando. A volante parte para capturar os cangaceiros e é dizimada. Furioso, Rufino quer saber quem foi o delator. As suspeitas ficam com Sussuarana e quando ele está nas mãos de Rufino, o delegado irrompe, mata o cangaceiro, enquanto o filho de Joviano vem ao mundo. (Resumo elaborado a partir de CB/PESG)"
Extraído do site da cinemateca brasileira.

Estreia Brasil:
1965
Outras datas
Denunciar algo errado
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: