Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > John Zorn
3Número de Fãs

Nascimento: 2 de Setembro de 1953 (64 years)

New York City - Estados Unidos da América

John Zorn nasceu na cidade de Nova Iorque e aprendeu ainda criança a tocar piano, violão e flauta.[1] Sua família possuia gostos musicais variados e ele acabou ganhando a apreciação pela música clássica e world music de sua mãe, uma professora; através de seu pai, um cabeleireiro, conheceu o jazz, as chansons francesas, e a música country; ouviu também a coleção do seu irmão de doo-wop, e rock and roll da década de 1950.[2] Zorn relembra um episódio de sua vida, após comprar uma gravação de Mauricio Kagel em 1968 na idade de quinze anos, que acabou influenciando seu interesse pela música experimental e a música avant-garde:[3][4]
Cá estamos nós: Kagel, "Improvisation Ajoutée." Comprei esse quando tinha por volta de 15. Ainda lembro: comprara em setembro na Sam Goody, por 98 centavos. E é uma peça realmente alucinante, com rapazes gritando e piando, algo que me atraiu. Tinha ido até a casa de um amigo, ele gostava muito dos Rolling Stones. E eu tinha acabado comprar o disco, coloquei e ele me olhou com uma expressão.. quem diabos é você? Estás fora de ti? E a mãe dele estava lá, e ela estava como [coloca a palma da mão na bochecha] meu Deus, tira isso... e bem naquele momento tinha decidido: isto era a música.
Ainda adolescente, Zorn tocou baixo em uma banda de surf music. Ele estudou música com Leonardo Balada. Durante esses anos, ele aprendeu sozinho sobre orquestração e contraponto, transcrevendo trilhas e usando suas próprias composições, um procedimento de "plagiando, roubando, citando, ou da forma que queira chamar", fazendo colagem e da transposição para o seu próprio mundo, que ele tem vindo a utilizar ao longo de sua carreira.[5]
Zorn começou a estudar o saxofone após descobrir o álbum For Alto (1969) do músico Anthony Braxton enquanto estudava composição no Webster College (agora Webster University), Zorn incorporou elementos do free jazz, avant-garde e música experimental, trilhas para cinema, performance e trilhas de desenhos animado de Carl Stalling em suas primeiras gravações que foram posteriormente lançadas como First Recordings 1973 (1995).[6]
Após deixar o colégio, e após uma temporada na Costa Oeste, Zorn mudou-se para Manhattan onde deu concertos no seu apartamento e outras pequenas avenidas de Nova Iorque tocando saxofone e outras variedades de instrumentos de sopros, duck calls, fitas, e outros instrumentos.[7] Ele fundou o Theatre of Musical Optics (Teatro da Ótica Musical), um projeto de arte de performance, em 1975 e tornou-se importante participante na cena musical avant-garde do centro da cidade como compositor e produtor de uma música que desafiava qualquer confinamento em um gênero musical.[8] Zorn usou posteriormente o termo 'Theatre of Musical Optics' como o nome de empresa para publicar suas composições.