Nordeste Sangrento

1963

Nordeste Sangrento

Dirigido por:
Média geral 3.5
baseado em 2 votos
Sua avaliação:
salvando
78 minutos

"Um vaqueiro, Zé Piedade, fugindo à miséria do sertão, encontra um grupo de penitentes que açoitam a beata Izabel. Todos se dirigem à cidade de Juazeiro, ao encontro do Padre Cícero. Durante a intervenção pela beata, o cavalo de Zé Piedade foge. Na busca, ele se depara com um bando de cangaceiros, que se incorpora aos crentes na ida à cidade. Uma volante, comandada pelo Tenente Amado, prende e espanca Zé Piedade. Ele consegue fugir, chegando a Juazeiro no momento da festa do Padre Cícero. O Tenente manda o Sargento Alvorada arrasar com a cidade. O Padre Cícero pede pela paz, mas os soldados avançam, sendo repelidos no primeiro ataque. O cangaceiro Jacaré é crucificado pelos soldados e devolvido à cidade.O Tenente aguarda um canhão para o ataque final. Na véspera do ataque, uma procissão de fiéis se aproxima cantando. O Tenente ordena o ataque, mas do meio da procissão saem os cangaceiros e civis armados, lutando contra a soldadesca. Na luta, Das Dores morre nos braços de Izabel. Nos seus últimos momentos, pede a união de Zé Piedade e a beata. Na fuga dos soldados, o Tenente procura se refugiar no cemitério. Na luta com Zé Piedade, ele é morto. O Padre Cícero abençoa os fiéis, aconselhando-os a levarem uma vida de paz e trabalho.
"História em torno da miséria do sertão nordestino, onde um bando de cangaceiros armam toda sorte de confusões, onde violam as mulheres, matam e saqueiam os colonos. O padre local, conclma os fiéis, pedidndo paciência, empregando a paz conta a violência". (ExibAn/63)"
Extraído do site da cinemateca brasileira.

Estreia Brasil:
1963
Outras datas
Denunciar algo errado
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: