Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Rodrigo Scarpa

Rodrigo Scarpa

Nomes Alternativos: Rodrigo Scarpa de Castro

7Número de Fãs

Nascimento: 2 de Outubro de 1980 (38 years)

Itanhandu - Brasil

Nascido em Itanhandu - MG, Formado em Rádio e TV pela Universidade Metodista de São Paulo, começou sua carreira artística atuando em filmes "Trash" como "O chapéu do diabo", "Os irmãos gêmeos" . Posteriormente, seguiu carreira de locutor em rádios de sua cidade, sendo apresentador do programa Manicômio, em que atendia ouvintes locais. Criou, junto com amigos, um sítio de Internet chamado "Botecão de Itanhandu", no qual satirizava em textos fatos e "personalidades" itanhanduenses. Criava músicas de paródia com amigos e dublagens caseiras de filmes.
Em 1994, Rodrigo Scarpa começou a ligar para a Rádio Jovem Pan como ouvinte. Aproveitava o espaço no Programa Pânico de Rádio para fazer humor. Rodrigo era um ouvinte diferenciado, já que aproveitava seu espaço como ouvinte para contar Piadas e mostrar suas produções caseiras de áudio e edições de trilhas e vinhetas com seu nome. O então ouvinte passou a ligar todos os dias para o programa, tornando-se uma figura conhecida dos apresentadores Emílio Surita, Bola, Marcelo Batista e Maestro Billy. Rodrigo chamou a atenção de Emílio Surita, que o conheceu pela primeira vez em 1995, numa visita a São Paulo na Rádio Jovem Pan, quando ainda tinha 14 anos de idade. Na ocasião Bola o conhecera pessoalmente e o apelidou de Vesgo. Rodrigo manteve contato com o apresentador Emílio Surita até 1998 quando ainda era ouvinte do Programa. Em 1999, Rodrigo mudou-se para São Paulo, onde fez o curso de Rádio e TV na Universidade Metodista de São Paulo. Por ironia do destino começou sua carreira como estagiário de promoção na Rádio Jovem Pan. Com um salario de 150 reais, colava adesivos nas ruas e participava de apresentações promocionais da emissora. Em 2000 passou a trabalhar como estagiário de produção, trabalhando juntamente com Márvio Lúcio -- futuro Carioca em criações e roteiros de humor para a emissora. Trabalhou também com Luciano Huck e Adriane Galisteu no programa Torpedo da Pan --. Ao lado de Jairo Bouer -- do Zíper da Pan --, escrevia roteiros e era repórter de rua. Foi produtor do Planeta DJ e do Pânico no Rádio.
Entre outras produções de humor, destacou-se a música Show do Milhão, mixagem de frases feitas do apresentador Silvio Santos no programa televisivo homônimo, em ritmo eletrônico, no qual Rodrigo Scarpa interagia com Silvio Santos. Executada inicialmente no Rio de Janeiro, acabou por ser a canção mais pedida do Brasil pela Jovem Pan.
Tornando-se cada vez mais conhecido na emissora, Scarpa foi promovido a produtor e roteirista da Jovem Pan e convidado por Surita a criar o roteiro do programa radiofônico Filé Mion, por meio do qual veio a conhecer o humorista Marcos Mion.
Em 2002, Quando Marcos Mion saiu da MTV para começar um programa novo na Rede Bandeirantes -- Descontrole --, convidou Rodrigo Scarpa para ser seu produtor e roteirista. Scarpa finalmente deixou a Jovem Pan e tornar-se-ia ajudante-de-palco do programa de Mion, fantasiado como a personagem Corvo. Com trejeitos peculiares, a personagem de Scarpa ganhou espaço no programa até conseguir estrear um quadro próprio, o Corvo Repórter, primeira experiencia de Rodrigo Scarpa como repórter em uma TV aberta. Assim atuou durante um ano e meio, período durante o qual chegou a sofrer um tipo de dermatite provocada pela fantasia. Participou também do projeto de Carnaval Band Folia, no qual era repórter. Com o termino do programa em 2003, Rodrigo chegou a trabalhar com Sabrina Parlatore no programa BAND INVERNO, no qual era produtor. O Personagem Corvo também ganhou sobrevida no extinto programa de Otávio Mesquita e Claquete.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.