Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > impikachu

Usuária desde Julho de 2015
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Jessy Karpinski

    Uma das melhores comédias brasileiras. Atuações ótimas, atores ótimos e um plot twist ótimo. Pra quem achou o filme machista, por favor, assiste de novo. Eu pensei em tanta coisa assistindo pela segunda vez... Eu sei que parece que "Ahh, a mulher é sempre a maluca e o cara o certo", mas não é isso. Maria Lúcia tava mais pra uma pessoa com TDI do que maluca, notaram? Todo o trauma da infância, com o pai tendo abandonado a mãe e tudo o mais, ela tendo que ser idependente... O fato de ela ter encontrado um cara (Samuel) com quem ela se identificava, porém, ignorando diversas coisas nele que ela não gostava, e projetando o homem ideal no lugar. Simplesmente um filme muito bom.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Jessy Karpinski

    Mas que atuação linda! Sensacional
    O filme é maravilhoso, maaas, para mim, poderiam retirar o final e focar no transtorno em si, me faria mais feliz Mas enfim, foi um ótimo filme, sobre um transtorno muito sério e raro, daqueles que muita gente ignorante acha babaquice.
    Super recomendo para pessoas não ignorantes, que saibam do que realmente se trata o filme e tenham uma noção básica do TDI.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Jessy Karpinski

    A história em si acaba sendo fraca, mas a fotografia do filme é boa, as cenas de sexo são lindas (realistas), jogo de câmera ajudou bastante, e o romance entre os personagens é totalmente conturbado. Há amor, traição, arrependimento, dor... Faz mal, consome. Retrata bem alguns tipos de relacionamentos, explorando os desejos mais íntimos, quebrando tabus e mostrando, de certa forma, o lado mais "sujo" de uma relação.

    Sim, é real, relacionamentos assim existem, pessoas passam por situações idênticas ou similares a do casal.E em momento algum Noé jogou na tela que era legal, que todos deveriam viver desta forma, mas que pode acontecer e você nem perceber que é amor, e que ao mesmo tempo te faz mal.

    O que mais me incomodou foi o personagem principal, tipo de homem que irrita, machista. Mas acredito que a intenção era justamente essa.

    Murphy: Às vezes sinto falta do seu rabo de cavalo.
    Electra: Às vezes sinto falta de rir.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/