Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > isiscy
Rio de Janeiro - (BRA)
Usuária desde Maio de 2010
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Isis C. S.

    Uma fábula sobre heterossexualidade compulsória.

    PS: Queria muito rever, pois vi há muito tempo, mas não consigo achar. Se alguém achar por favor me avisa/manda o link.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Isis C. S.

    Mais do mesmo. Passatempo sem muito carisma e nenhuma originalidade.

    Fiquei puta que uma parte muito importante do plano/furto foi feita

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    inteiramente por um homem. Sendo que ideia do filme e da própria protagonista, pelo que ela mesma disse, era só aliciar mulheres. Custava colocar uma mulher habilidosa pra roubar o resto das joias?

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Isis C. S.

    Nessa temporada simplesmente resolveram cagar tudo de uma vez e fazer uma grande bosta gigante e fedida.

    Durante as 3 temporadas a relação do trisal se resumiu a sexo, drogas e pizza.

    A Izzy está em outra fase, completamente diferente da do casal original, e não tem nada a ver com eles, com exceção da imaturidade. Ela definitivamente não parece querer ter filho ou cuidar de filho, só aceitou porque viu no casal a solução da sua vida (lembrando que ela era prostituta, sem família e sem amigos, exceto a única amiga com quem divida apartamento).

    O casal, por outro lado, que não estava conseguindo ter filhos nem vida sexual satisfatória, ficou encantado por ela (que emana jovialidade, libido e energia).

    A Emma descobriu nela mesma uma parte da sexualidade nunca antes explorada e o Jack parece que não nasceu pra ter um relacionamento monogâmico mesmo e tá apaixonadinho pela Izzy pq ela é novidade, além de novinha e bonita (e pq ela dá muita moral pra ele, mais do que a própria esposa).

    Mas o que une os 3 é só paixão e tesão. E isso não é suficiente pra segurar um relacionamento a 3 por muito tempo (não segura nem um relacionamento a 2, que dirá a 3).

    No geral eu achei a série extremamente irresponsável, por romantizar prostituição, por relativizar traição e machismo, por colocar uma personagem lésbica como um obstáculo na relação dos 3, além de mostrar ela como uma escrota ("achar bebês nojentos"? sério que precisavam colocar isso??? vtnc).

    Parece que mostrar que o poliamor é uma forma legítima de relacionamento é o único objetivo da série, por mais que todas as circunstâncias, a forma como o trisal se conheceu e as pecualiridades de cada personagem GRITEM "não tem como dar certo"!!! E eu falaria isso mesmo que a Izzy formasse casal só com o Jack ou só com a Emma. Não convence. A Izzy é o peixe fora d'água ali. Só que a Emma não consegue perceber isso porque ela quer muito explorar o lado lésbico da sexualidade sem perder o Jack (que é seu companheiro de muuuitos anos) e o Jack quer muito curtir um relacionamento novo porque tava enjoado da "mesmisse" (lembrem-se de que tudo começou quando ele procurou uma prostituta pra ELE).

    Enfim, o final é o mais clichê possível e vergonhoso. Todos os plots secundários são pura encheção de linguiça, zero interessantes.

    Eu fico puta de essa série ter tido 3 temporadas pra uma história que poderia ter sido contada em 3 episódios ou um curta metragem (sério, se tivesse prêmio "enrolação" essa série ganharia), enquanto outras séries infinitamente melhores e com muita história pra rolar como Gypsy e Everything Sucks terem sido canceladas na primeira temporada.

    PS: que raiva da Izzy querendo resolver tudo com "quem sair não volta mais", como se fosse uma panelinha de quarta série, não um relacionamento adulto. A Emma e o Jack estavam juntos há 12 anos e ela apareceu há poucos meses já cheia de cobranças, ameaças e ultimatos. E eu tive a impressão de os dois tratarem ela meio como uma filha mimada que não pode ser contrariada porque faz muita birra. Ah detalhe que em nenhum momento se fala sobre a questão prática, financeira e mesmo jurídica em relação ao bebê. Não há nenhum planejamento, nem mesmo nervosismo por parte de nenhum deles...não dá pra levar a sério.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.