Aqui Agora 1991-1997

1991

Aqui Agora 1991-1997

Média geral 0.8
baseado em 2 votos
Sua avaliação:
salvando
18 - Não recomendado para menores de 18 anos 55 minutos

Estreou no dia 20 de maio de 1991, no fim de tarde de uma segunda-feira, baseado no programa quase homônimo exibido pela TV Tupi, o Aqui e Agora, no ano de 1979. O jornal de 1991 tinha como slogan "um jornal vibrante, uma arma do povo, que mostra na TV a vida como ela é!". Foi pioneiro no Brasil no uso do Gerador de Caracteres ao exibir manchetes bastante escandalosas sobrepostas às imagens, bem como do uso da câmera na mão em matérias jornalísticas, muitas das quais envolvendo sequestros, tiroteios e perseguições policiais mostradas ao vivo. Seu grande foco era em reportagens policiais, especialmente sobre assassinatos e crimes escandalosos. Seguindo o formato ágil, dinâmico e cru do programa, não era raro os próprios repórteres serem feitos reféns por criminosos, testemunharem mortes in loco ou quase serem atingidos por balas perdidas. O Aqui Agora também exibia, em um tom mais jocoso, fofocas do meio artístico e um quadro de defesa do consumidor. Alcançou altos índices de audiência e chegou a ameaçar a Rede Globo no horário na Grande São Paulo.

Em 1993, passou a contar com Felisberto Duarte, o "Feliz", que apresentava a previsão do tempo com bom humor e bordões como "piriri, pororó e tempos felizes!", fazendo sucesso com crianças em meio ao jornalismo sério voltado para adultos. A ousadia do jornal era tanta que chegou a ter Maguila, o lutador de boxe, como comentarista de economia.

Celso Russomanno, político paulistano, elegeu-se deputado federal graças à popularidade alcançada como repórter de defesa do consumidor. Suas reportagens mostravam as queixas de consumidores mal atendidos, que eram colocados frente a frente com fornecedores de serviços e produtos. A conversa muitas vezes descambava para brigas físicas. Russomanno fazia papel de advogado em busca de acordo. Quando conseguia, encerrava sempre com a mesma frase: "estando bom para ambas as partes, Celso Russomanno, Aqui Agora".

Na primeira versão teve vários apresentadores que se revezavam na leitura das notícias. Entre eles Ivo Morganti que foi o âncora do programa ao lado de Patrícia Godoy e depois de Christina Rocha (assim como Russomanno, também ingressado na política graças à popularidade do programa: foi eleito vereador na cidade de São Paulo), Patrícia Godoy, Sérgio Ewerton, Christina Rocha, Sônia Abrão, Jorge Helal, Luiz Lopes Corrêa (noticiava sobre os assuntos internacionais, tanto que fez o TJ Internacional), Sílvia Garcia (esposa de Sérgio Ewerton) e Liliane Ventura, Guilherme Contrucci como folguista.

A equipe de jornalistas contava com Gil Gomes, Wagner Montes, Jacinto Figueira Júnior, conhecido como "o Homem do Sapato Branco", e César Tralli, que hoje é apresentador do SPTV.

O jornal criou também uma tendência que seria seguida pela maioria das emissoras: comprava material de cinegrafistas amadores e independentes, os amadores eram aqueles que haviam gravado imagens por puro acaso e os independentes que possuindo ou não DRT de cinegrafista trabalhavam regularmente vendendo imagens para a emissora. Os mais regulares foram Douglas Aguado, Tony Castro, Rogério Torres e Cacá.

Estreia Mundial:
20 de Maio de 1991
Outras datas
Denunciar algo errado
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: