Este Mundo É Um Pandeiro

1946

Este Mundo É Um Pandeiro

Dirigido por:
Média geral 4.0
baseado em 2 votos
Sua avaliação:
salvando
108 minutos

"Esposa pede ao marido farrista para ficar em casa, pois devem chegar seus pais, que não o conhecem, nem mesmo de fotografia. Mas o marido escapa e vai a uma boate onde encontra Oscarito, que tem um acesso de riso ao ouvir o nome dele (Cornélio lhe lembra corno). Da atitude de Oscarito resulta uma briga, durante a qual ele perde a memória. Ao sair da boate, Cornélio apanha, por engano, o paletó de Oscarito. Assim, quando o amnésico, que ficou com o paletó de Cornélio, sai do hospital todo enfaixado, os enfermeiros o levam para a casa da esposa de Cornélio, que o recebe como seu marido (está todo enfaixado) e que os pais aceitam como genro. Mas a criada, no dia seguinte, descobre que o marido não é o marido e a esposa, embora aflita, resolve manter a situação por causa dos pais. Cornélio tenta voltar para casa. A criada não o deixa entrar. De fora ele vê a esposa tratar Oscarito como se fosse o marido e os pais da esposa o mandam prender como impostor. Assim que os pais viajam, a esposa expulsa Oscarito que vai se apresentar a um clube de boxe, pois sendo a briga a única coisa de que se lembra, pensa ser lutador e espera que poderão identificá-lo. Os empresários pensam que se trata de um débil mental e aproveitam a situação para escalá-lo contra um temível lutador contra quem ninguém quer lutar. Amigos de Oscarito ficam sabendo da situação pelos jornais e tentam salvá-lo. Mas a luta se dá e o 'estilo' de Oscarito desorienta o adversário. Oscarito vence e ganha muito dinheiro. Por ocasião de um espetáculo no Teatro Municipal, Oscarito e Cornélio encontram-se e este quer se vingar. Mas, graças à intevenção da esposa que explica a situação, tudo acaba bem."
Extraído do site da cinemateca brasileira.

Estreia Brasil:
1946
Outras datas
Denunciar algo errado
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: