Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Judith Barsi

Judith Barsi

Nomes Alternativos: Judith Eva Barsi

5Número de Fãs

Nascimento: 6 de Junho de 1978 (10 years)

Falecimento: 25 de Julho de 1988

Los Angeles, California - Estados Unidos da América

Judith Eva Barsi foi uma atriz mirim e cantora norte-americana, a qual por uma infelicidade, teve uma carreira que poderia ter sido brilhante, interrompida por uma tragédia.
Judith possuia uma estatura pequena, e devido à este fato, em suas atuações em filmes e programas de TV e Cinema, era normal que ela fizesse papéis de personagens mais jovens que sua idade real.
Apesar de seu talento, educação e carisma, a pequena Judith Barsi passou por vários anos sofrendo abusos físicos e mentais, até que Barsi e sua mãe foram baleados e mortos pelo pai, József, em um brutal assassinato.

Judith Barsi era filha de imigrantes húngaros, József Barsi e Maria Barsii, sendo que os dois fugiram fugiram da ocupação soviética da Hungria em 1956 e depois emigraram para Los Angeles, Califórnia, pouco antes do nascimento de sua filha.
Maria Barsi tinha vontade de ser atriz, mas mais tarde esperava que a filha seria uma.
Judith foi descoberta em um rinque de patinação, quando ela tinha cinco anos, mas aparentando ter três anos de idade deivdo à sua estatura.
Depois de descoberta, Judith passou a aparecer em mais de 70 comerciais e logo surgiu em filmes.
Tempos mais tarde, Judith precisou tomar injeções de hormônios do crescimento para incentivar seu desenvolvimento físico, pois era muito pequena para a idade.

Como Barsi se tornou uma menina famosa no meio artístico, József seu pai, um encanador alcoólatra e desempregado, tornou-se cada vez mais abusivo, ciumento e paranóico.
Ele abusava mentalmente dela, chegando até em certo momento, a colocar uma faca em sua garganta enquanto ameaçava matá-la, porque ele estava convencido de que sua esposa e filha sairiam para uma sessão de fotos e filmagens e nunca mais retornariam.
Isso era reflexo de uma mente doentia.
Judith Barsi foi levada a uma psicóloga infantil, depois de se desmanchar em choro na frente de seu agente.

A psicóloga identificou abusos físicos e emocionais graves, e relatou suas conclusões às autoridades.
József muitas vezes ficava em casa embriagado e se recusou a deixar Maria à realizar seu trabalho.
Após esse episódio, a família passou um certo tempo em paz, mas por um breve período, até que a carreira artística da pequena Judith Barsi começou a decolar em 1984.
No momento em que ela entrou na quarta série, ela ganhava cerca de US$ 100.000 por ano, o que ajudou a família a comprar uma casa de três quartos na região de West Hills em Los Angeles.

Devido à paranóia que József sofria, ele construiu um muro alto ao redor de sua nova casa.
József permaneceu recluso em sua casa e ameaçou matar sua esposa e filha, muitas vezes.
O serviço de Proteção à Criança foi chamado inúmeras vezes, mas como Maria estava relutante em pressionar qualquer acusação, o caso nunca foi em frente.
Para ter segurança e ficar longe da loucura do marido, Maria alugou um apartamento para a filha e ela mesma como um refúgio seguro, longe do marido József, passando alguns dias nesse local, mas voltando para sua casa logo depois.

A violência de József não parava, até que algo terrível acabou acontecendo.
Na noite fatídica de 25 de julho de 1988, József entrou sorrateiramente no quarto de Judith, e de forma fria e calculista mirou sua arma em direção à pequena garota e deu um tiro em sua cabeça enquanto ela dormia.
A mãe de Judith, Maria, ao ouvir o tiro, correu pelo corredor para verificar que havia acontecido, e foi quando encontrou József, o qual atirou nela também, matando-a na hora.
Em seguida jogou gasolina sobre os corpos e ateou fogo.
Vendo a casa em chamas, József, em seguida, entrou na garagem e se suicidou com um tiro em sua própria cabeça com uma pistola calibre 32.

Os corpos de Judith Barsi e sua mãe foram enterrados em sepulturas sem identificação, no Forest Lawn - Hollywood Hills Cemetery, em Los Angeles.
Em junho de 2004, um fundo criado pelo fã clube de Judith Barsi foi usado para comprar lápides para os túmulos de Judith e de sua mãe, Maria.
O fundo foi liderado por Nancy Kelly, que tinha feito a tutela de Judith Barsi em um de seus filmes.
A lápide de Judith Barsi e de sua mãe foram colocados em 23 de agosto de 2004.
Em sua lápide, lê-se "In Memoriry of the Lovely Eva Judith Barsi * Our Concrete Angel * YEP! YEP! YEP!" (Em memória da nossa amda Eva Judith Barsi, um anjo real), em referência à música Martina McBride sobre abuso de crianças e o símbolo da personagem de Judith Barsi em "Ducky's do The Land Before Time".

Irene Cara e Freddie Jackson gravaram o tema do filme "All Dogs Go to Heaven" (Todos os cães merecem o céu) chamado "Love Survives" (Amor Sobrevive" em homenagem à Judith Barsi (o filme, com sua voz foi lançado em 1989, um ano e meio após de sua morte).

Judith Eva Barsi, faleceu com 10 anos de idade, vítima de um tiro faltal em sua cabeça enquanto dormia, efetuado pelo seu próprio pai, a pessoa que deveria zelar pela sua segurança, educação e contribuir com amor e carinho em sua jovem vida.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.