O Último Animal

2016

O Último Animal

Outros títulos
  • The Last Animal - Estados Unidos da América
Dirigido por:
Média geral 0.0
baseado em 0 votos
Sua avaliação:
salvando

Didi é um jovem inteligente e promissor que trabalha na bolsa de valores com a esperança de escapar da desumana violência da favela em que vive. No submundo, quem dá as cartas é Ciro. Notoriamente conhecido no Brasil como imperador da centenária e poderosa rede de jogo ilegal, o jogo do bicho. Ciro é um leão. De longe pode até parecer cansado, mas quem conhece o crime organizado no Brasil, sabe que ele é o rei da Selva. Poucos desconfiam que essa atividade, muito lucrativa no passado, serve hoje apenas de fachada. Desde o início do tráfico internacional de drogas nos anos 70, Ciro sempre foi o seu principal financiador e distribuidor no Brasil. Ciro é um grande investidor, com dinheiro aplicado em todos os tipos de negócio. Só que o tráfico é o seu investimento mais rentável. No tráfico, cada dólar investido se transforma em 5 em menos de uma semana. O americano Alex é um jogador nato. Veio dos EUA para fazer dinheiro no Brasil a qualquer custo. Cabe-lhe a ele lavar muito do dinheiro de Ciro. Mas ninguém esta livre de errar e Alex acaba encurralado e sem saber como recuperar todo o dinheiro de Ciro que acaba de perder. O seu fiel escudeiro e laranja Didi entra no esquema que não só resolverá a divida como os tornará muito ricos. Mas Ciro tem outros planos para Alex. Paulinha, filha de Ciro, foi criada perto do pai e aprendeu a resolver tudo à bala. Criada pelo pior animal de todos, o homem, Sargento Magalhães. O único animal no planeta que pratica violência e mata sem razão. Desde criança, Sargento fez de Paulinha seu brinquedo. Alex tem agora que sobreviver ou escapar. Uma morte é encomendada mas dois erros são cometidos, um de Didi, que faz a encomenda cedo demais, e o dos matadores que não sabiam quem era o seu alvo.

Estreia Mundial:
2016
Outras datas
Denunciar algo errado
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: