Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Tex Avery (I)

Tex Avery (I)

Nomes Alternativos: Draft No. 412 | Fred Avery | Frederick Bean Avery

34Número de Fãs

Nascimento: 26 de Fevereiro de 1908 (72 years)

Falecimento: 26 de Agosto de 1980

Taylor, Texas - Estados Unidos da América

Foi um diretor cinematográfico, animador, cartunista e dublador estadunidense, famoso por produzir desenhos animados durante a Era de Ouro da animação americana. A maior parte de sua obra foi produzida nos estúdios Warner Bros. e Metro-Goldwyn-Mayer, criando os personagens Pernalonga, Patolino, Droopy, Esquilo Maluco, e ajudando no desenvolvimento de Gaguinho e Picolino (este último para o Walter Lantz Studio). Sua influência pode ser encontrada em quase todos os desenhos produzidos nas décadas de 1940 e 1950.

O estilo de Avery quebrou o padrão de realismo estabelecido por Walt Disney e encorajou os animadores a ampliar os limites da animação, permitindo fazer coisas em um desenho animado que não seriam possíveis no mundo de um filme em live-action. Uma frase de Avery frequentemente citada é que "Num desenho animado você pode fazer tudo," sendo justamente isso o que seus desenhos faziam. Ele também era conhecido pelo seu estilo característico de dublagem.

Tex interessou-se por animação em uma idade já avançada.

Começou extraindo tiras de sua antiga escola, e gastou um verão estudando a arte no Chicago Art Institute. Avery foi para Califórnia e incorporou-se no campo de animação como um pintor de cenário para Walter Lantz (criador do Pica-Pau), na Universal Pictures. Trabalhando com Lantz, aprendeu todo processo de animação e transformou-se logo um artista. Em 1935, Tex foi trabalhar na Warner Bros, ao lado de Bob Clampett e Chuck Jones. Na Warner, Avery dirigiu seu primeiro desenho para essa companhia, o Gaguinho (Porky Pig), que era uma criação de Bob Clampett. Em 1937 Tex apresentou ao mundo da animação um dos mais famosos personagens de todos os tempos: Patolino (Daffy Duck). Tex Avery também criou o personagem Hortelino Troca-Letra (Elmmer J. Fudd) e a inesquecível personalidade malandra e esperta de Pernalonga (Bugs Bunny) junto com a famosa frase "O que que há, velhinho?". Ficou na Warner de 1935 a 1941. Uma discussão com Leon Schlesinger conduziu Tex sair da Warner em 1941.

Nesse mesmo ano, Tex foi empregado pelo produtor Fred Quimby da MGM, que no momento contava com a incrível dupla formada por William Hanna e Joseph Barbera (mais tarde criariam a Hanna-Barbera). Com liberdade criativa, Tex criou alguns dos melhores cartoons que o mundo viu. Tex não concentrou em criar personagens duráveis. De todos seus personagens, Droopy é o mais popular.

Mesmo tendo se afastado do mundo das animações, Tex não deixou de receber propostas para continuar dirigindo animações. Até o amigo Friz Freleng (criador do Ligeirinho, Eufrazino Puxa-Briga e a Pantera Cor de Rosa) o convidou, mas Tex recusou o convite.

Em 1979, William Hanna e Joseph Barbera convidaram Tex Avery para se tornar roteirista e escritor de gags. Ele aceitou. Porém ficou pouco tempo lá devido ao seu falecimento, causado por um câncer de pulmão.