Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

filmow.com/usuario/mariliatasso/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > mariliatasso
(BRA)
Usuário desde Novembro de 2011
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

"Eu não vou conhecer todos os lugares que desejo, nem tudo e todos que quero. Não posso viajar no tempo. Não consigo acabar com a saudade, nem conseguirei. Eu vou morrer algum dia. O cinema é só um sonho." (Cinema Paradiso, 1988 de Giuseppe Tornatore)

http://pitadacultdecinema.blogspot.com/
https://www.facebook.com/blog.pitadadecinema

Últimas opiniões enviadas

  • Marília

    Surpreendente! Um filme pitoresco e por vezes exagerado, a sua mescla de gêneros garante originalidade, o sobrenatural está de mãos dadas com um humor irônico e nostálgico, é sombrio e afetuoso, as duas dimensões conversam inteligentemente e por fim além de garantir um gostoso sorriso no rosto aproveita para nos deixar grandes reflexões sobre vida e morte.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Marília

    Aborda a questão da ausência paterna e os elos que se formam ao acaso e que transformam os sentimentos em relação no que se entende como família. O vínculo formado entre Joseph e Vincent e logo depois com Marie é belo e único, assim como deve ser para cada um. Uma experiência incrível, apaixonada no modo como o diretor capta o olhar dos personagens, visual e narrativa fascinante.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Marília

    Uma bela homenagem ao mundo do circo, mostrando os bastidores, a apreensão dos artistas misturado com fascinação e amor à arte, os números são retratados com precisão e isso garante tensão toda vez que se apresentam, os ruídos de cordas, estalos são extremamente desconfortáveis e dão a sensação exata do perigo e da destreza dos artistas, além de abordar também a relação conflituosa entre mãe e filha, o como é difícil se desvincular dos laços que sufocam e seguir por si mesma. O final realmente é libertador.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Winston
    Winston

    "Escrever é tão mais simples do que filmar (não mais fácil, vejam bem!) Filmar é uma luta contra a natureza. Ao filmar, você está se esforçando para recriar a realidade e constrangê-la dentro dos limites do enquadramento, coisa que a realidade se obstina, o tempo inteiro, em não fazer. Já no papel, que diferença, no papel, praticamente tudo dá certo!"

    Roteiro de Estômago – Marcos Jorge.