filmow.com/usuario/mariliatasso/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > mariliatasso
(BRA)
Usuário desde Novembro de 2011
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

"Eu não vou conhecer todos os lugares que desejo, nem tudo e todos que quero. Não posso viajar no tempo. Não consigo acabar com a saudade, nem conseguirei. Eu vou morrer algum dia. O cinema é só um sonho." (Cinema Paradiso, 1988 de Giuseppe Tornatore)

http://pitadacultdecinema.blogspot.com/
https://www.facebook.com/blog.pitadadecinema

Últimas opiniões enviadas

  • Marília

    Um pequeno épico que emana uma belíssima mensagem de paz e amor, uma obra necessária para compreender que todos estão relacionados.

    "Uma coisa que eu aprendi foi que o que mantém a vida não é a força, mas o amor."

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Marília

    "Kedi" é um mimo para quem é apaixonado por gatos, encantador observar o como a cidade se relaciona com eles, é algo cultural, característico de Istambul, eles andam livremente pelas ruas, descansam em cafés, barracas e a maioria da população foi tocada de alguma maneira por esses bichanos, a alegria de contar as peripécias, os apelidos que lhes dão, impressionante e emocionante ver o como as pessoas zelam e os respeitam. Tudo é lindo nesse documentário, os gatos, os lugares, as pessoas, as histórias contadas, as musiquinhas.... Poesia!

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    "Em Istambul, gatos são mais do que apenas gatos. Eles personificam o caos, a cultura, a singularidade essenciais de Istambul. Sem o gato, a cidade perderia parte da alma. E não há nada igual no mundo."

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    "Dizem que os gatos sabem da existência de Deus, mas cães não, cães pensam que nós somos deuses, mas gatos não. Gatos sabem que nós somos intermediários da vontade de Deus. Eles não são ingratos, só têm mais conhecimento."

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    "Qualquer ato de ingratidão da parte deles é um ato de sinceridade. Eles não precisam pedir desculpas. Acho que algumas pessoas esperam isso dos gatos. 'Eu te dou tanta comida e você nem senta no meu colo', uma relação com retorno do investimento."

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    "Você só pode amar se seu coração estiver aberto. A vida é bela quando você olha as coisas com amor. Se você puder aproveitar a presença de um gato, um pássaro ou uma flor, o mundo todo será seu. É o que eu digo."

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    "Um gato miando no seu pé e olhando para você é a vida sorrindo para você. É nesses momentos que temos sorte, pois eles nos lembram de que estamos vivos."

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    "Os gatos ficam satisfeitos consigo mesmos. E eles conhecem o próprio caráter. Mas isso não basta para nós. Sempre queremos mais. Isso envenena nossa mente e destrói tudo."

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    "Os problemas que os gatos de rua ou outros animais enfrentam não são independentes dos nossos. Seria mais fácil ver os gatos de rua como um problema e lidar com eles como se fossem. Mas, se pudermos aprender a viver juntos novamente, talvez nossos problemas também sejam resolvidos com os deles. Tenho certeza de que poderíamos recuperar nosso senso de humor e recuperar nossa alegria de viver, que anda cada vez mais fraca."

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Marília

    Delícia de história, um filme delicado, leve, engraçado, puro. Fatah é apaixonante, fiquei sonhando em poder encontrá-lo por aí com a sua vaca Jacqueline, que aliás é um amor.
    A cena em que ele canta "I will survive" é sensacional!!

    #Tudoculpadapera

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Winston
    Winston

    "Escrever é tão mais simples do que filmar (não mais fácil, vejam bem!) Filmar é uma luta contra a natureza. Ao filmar, você está se esforçando para recriar a realidade e constrangê-la dentro dos limites do enquadramento, coisa que a realidade se obstina, o tempo inteiro, em não fazer. Já no papel, que diferença, no papel, praticamente tudo dá certo!"

    Roteiro de Estômago – Marcos Jorge.