Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Hoot Gibson

Hoot Gibson

Nomes Alternativos: Ed Hall | Ed "Hoot" Gibson | Edmund Richard Gibson | Edward Gibson | Hall Gibson

0Número de Fãs

Nascimento: 6 de Agosto de 1892 (71 years)

Falecimento: 23 de Agosto de 1963

Tekamah, Nebraska - Estados Unidos da América

Hoot Gibson (Tekamah, Nebraska, 6 de agosto de 1892 – Woodland Hills, Califórnia, 23 de agosto de 1962) foi um ator estadunidense, conhecido pelos seus papéis de cowboy em inúmeros filmes do gênero western.

Hoot cresceu em Tekamah, onde se tornou vaqueiro, oferecendo serviços esporádicos nos ranchos locais. Aos 16 anos já participava de rodeios e em 1912 recebeu o título de "World’s All Around Champion Cowboy", no rodeio de Pendleton, no Oregon. Nesse rodeio conheceu Rose August Wenger, que posteriormente adotaria o nome Helen Gibson e seria a heroína de vários seriados do cinema mudo. A dupla atuou nos rodeios em Winnipeg, Canadá e Boise, Idaho, e chegou em Pendleton poucos dias antes do “Pendleton Round-Up” começar. No entanto, mediante o fato de os quartos serem quase impossíveis de se obter, eles decidiram “ficar juntos”, pois os casais recebiam a preferência, e consequentemente a dona da casa deu-lhes o seu próprio quarto. O casal ganhou, na época, dinheiro suficiente para voltar a Los Angeles.

Em 1910, Hoot apareceu como stuntman num filme de D. W. Griffith, The Two Brothers, e em 1911, no filme The New Superintendent. O início de sua carreira, porém, foi em 1912, com His Only Son, produzido pela Nestor.

Não se sabe com certeza se Hoot e Rose Wenger (Helen Gibson) se casaram, mas ela adotou o sobrenome Gibson. Hoot participou de um seriado ao lado de Helen, The Hazards of Helen, de 1914, num pequeno papel.

Hoot fez alguns filmes pela Selig Polyscope Company, e posteriormente foi para a Universal Pictures, onde foi descoberto por Harry Carey. Em 1917, fez Straight Shooting ("O Último Cartucho"), o primeiro filme de cinco rolos da série westerns de Carey, sob a direção de John Ford (naquela época ainda assinando Jack Ford).

Hoot incorporou-se à Divisão de Tanques do Exército, durante a guerra e, em 1919, desligou-se do exército e voltou aos papéis secundários em filmes de western de John Ford. Nesse ano, fez sua própria série, The Smiling Whirlwind ("O Furacão Sorridente").

Em 1921, estrelou o primeiro longa-metragem, Action ("Ação Enérgica"), sob a direção de Ford, alcançando sucesso a partir de então. Seus filmes misturavam ação rápida e humor, sem muita violência. Não utilizava dublês, fazia ele próprio as cenas perigosas.

Em 1922 o relacionamento com Helen Gibson se desfez, e Hoot casou-se com Helen Johnson, com quem teve uma filha. Mais tarde casou-se com Sally Eilers, com quem atuou em alguns filmes. Separaram-se em 1933, e em 1942 casou-se com Dorothy Dunstan.

Em 1931, seu contrato não foi renovado e foi para a Allied Pictures Corporation, companhia independente de Max H. Hoffman. Hoot continuou personificando o cowboy, mas ao lado de um companheiro, Skeeter Bill Robbins. Hoffman cedeu seu contrato para a First Division, em 1935, onde Hoot fez apenas três filmes, e posteriormente fez, pela RKO, dois grandes westerns ao lado de Harry Carey; o primeiro deles foi Powdersoke Range ("Duelo de Valentes"), em 1935, que inaugurou a série The Three Mesquiteers, com personagens criados por William Colt MacDonald; o segundo foi The Last Outlaw ("O Último Bandoleiro"), em 1936.

Trabalhou depois para a Diversion Pictures, em cinco westerns, mas o mercado, na época, já estava saturado de westerns, e ao acabar tais filmes, Hoot teve dificuldades para conseguir trabalho. A Republic Pictures lhe ofereceu o segundo papel no seriado The Painted Stallion ("O Aliado Misterioso"), em 1937, cujo papel principal era de Ray Corrigan. Hoot passou a trabalhar em circos e, em 1943, atuou ainda na série Trail Blazers, ao lado de Ken Maynard, sob a produção de Robert Tansey e Monogram. Posteriormente, Bob Steele foi incorporado à série e foram anunciados como The Big Three of the Golden West ("Os Três Grandes do Oeste Dourado").

Fez uma pequena aparição no filme The Flight to Nowhere ("Voando para o Desconhecido"), em 1947, e só voltou em 1953, ao ser convidado por Ken Murray para trabalhar com ele em The Marshall's Daughter, pela United Artists. Ficou mais sete anos na obscuridade, até atuar em The Horse Soldiers ("Marcha de Heróis"), de John Ford e Ocean's 11 ("Onze Homens e um Segredo"), de Lewis Milestone.

No final de sua vida, ao lado da última esposa, Dorothy Dunstan, trabalhou como recepcionista de cassinos em Las Vegas, falecendo de câncer em 23 de agosto de 1962 em Woodland Hills, California, sendo enterrado no Inglewood Park Cemetery em Inglewood, Califórnia.