IV Festival de Música Popular Brasileira

1968

IV Festival de Música Popular Brasileira

Média geral 4.6
baseado em 7 votos
Sua avaliação:
salvando

IV Festival de Música Popular Brasileira
Em novembro de 1968, a TV Record promoveu o seu IV Festival de Música Brasileira. Tom Zé defendeu a sua “São São Paulo, meu amor” e obteve o 1º lugar. Os Mutantes concorreram com “2001”, de Tom Zé e Rita Lee, e ficaram em 4º lugar.
Entretanto, a grande revelação deste festival foi Gal Costa, que defendeu “Divino, maravilhoso”, de Caetano Veloso e Gilberto Gil. Com uma interpretação lancinante e agressiva, revelava-se ao País uma virada na carreira da cantora que, até então era conhecida como Gracinha, cantora de bossa nova, aqui aparece rock n'roll. A canção classificou-se em 3º lugar. O IV Festival da Record teve, ainda que sob a ressaca do FIC, um saldo expressivo para os tropicalistas.

Local: Teatro Record
Data: Novembro e Dezembro 1968
Júri Especial e Júri Popular
Classificação:
1º Lugar (Júri Especial) e 5º lugar (Júri Popular): São, São Paulo Meu Amor (Tom Zé) – intérprete: Tom Zé
1º Lugar (Júri Popular): Benvinda (Chico Buarque) – intérprete: Chico Buarque
2º Lugar (Júri Especial) e 2º Lugar (Júri Popular): Memórias de Marta Saré (Edu Lobo e Gianfrancesco Guarnieri) – intérpretes: Edu Lobo e Marília Medalha
3º Lugar (Júri Especial): Divino Maravilhoso (Caetano Veloso e Gilberto Gil) – intérprete: Gal Costa
4º Lugar (Júri Especial): Dois Mil e Um (Rita Lee e Tom Zé) – intérprete: Os Mutantes

Estreia Brasil:
1968
Outras datas
Denunciar algo errado
Trailers

Comentar: