Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Martin E. Brooks

Martin E. Brooks

Nomes Alternativos: Martin Baum

2Número de Fãs

Nascimento: 30 de Novembro de 1925 (90 years)

Falecimento: 7 de Dezembro de 2015

The Bronx, New York City, New York - Estados Unidos da América

Seu nome verdadeiro era Martin Baum. Ele nasceu no dia 30 de novembro de 1925, no bairro do Bronx, em Nova Iorque. Aos dez anos de idade, ele se mudou com a família para Wilkes-Barre, na Pensilvânia. Serviu no exército durante a 2ª Guerra Mundial, atuando como pára-quedista. Após o conflito, Brooks se formou em arte dramática pela Penn State University. Ele também estudou na Erwin Piscator’s Dramatic Workshop of the New School for Social Research, em New York.
Iniciou sua carreira de ator em montagens teatrais on e off-Broadway. Foi nesta época que o produtor Richard Rodgers sugeriu que ele adotasse o nome artístico de Martin E. Brooks, para não ser confundido com outro ator.
Após passar alguns anos atuando em Nova Iorque, Brooks se mudou para Los Angeles onde trabalhou na TV, fazendo participações em novelas, teleteatros e séries.
Ao longo de sua carreira, ele foi visto em episódios de Decoy, Suspense, Car 54 Where Are You?, Combate, The Loner, Gunsmoke, O Fugitivo, Cavalo de Ferro, James West, The F.B.I., Judd, Missão: Impossível, Galeria do Terror, O Jogo Perigoso do Amor, Cannon, Mod Squad, Owen Marshall, Medical Center, Marcus Welby, Griff, The New Perry Mason (remake da década de 1970), Harry O, Planeta dos Macacos, O Homem das Mil Faces/Costa Brava/Barbary Coast, Quincy – Corpo de Delito, Jesse, Hospital, Águia de Fogo, Cagney & Lacey e O Poderoso Benson, entre outras.

Entre 1972 1973, ele teve participações recorrentes em Casal McMillan, na qual interpretou promotor público Chapman. Entre 1983 e 1984, ele esteve no elenco recorrente de Dallas, interpretando Edgar Randolph, um agente do governo que faz chantagem com J.R. (Larry Hagman). Entre 1986 e 1988, ele esteve em Tiro Certo, interpretando o advogado Mike Snow.
Mas Brooks é mais lembrado pelos fãs de seriados por ser um dos três atores que deram vida ao Dr. Rudy Wells.
A série O Homem de Seis Milhões de Dólares surgiu de três telefilmes produzidos pela rede ABC em 1973. No primeiro telefilme, o Dr. Wells, responsável pela equipe que transforma Steve Austin (Lee Majors) em um homem biônico, é interpretado por Martin Balsan. Nos dois telefilmes seguintes, o personagem é vivido por Alan Oppenheimer, que voltou a interpretar Wells nas duas primeiras temporadas da série. Quando a produção entrou em sua terceira temporada, Brooks assumiu o personagem. Ele voltaria a interpretá-lo na spinoff A Mulher Biônica, bem como nos filmes reunions das séries: A Volta do Homem de Seis Milhões de Dólares e da Mulher Biônica (1987), Bionic Showdown (1989) e Bionic Ever After (1994).

Em paralelo à sua carreira na TV, Brooks se manteve ativo no teatro, onde, além de ator, também trabalhou como produtor e diretor. Ele ainda ministrava aulas de interpretação no Tracy Roberts Acting School, instituição que ele fundou em parceria com a atriz Tracey Roberts, falecida em 2002.
Em 2014, Brooks lançou o CD A Life Filled With Love, no qual interpreta canções que ele escreveu e gravou nas décadas de 1960 e 1970. O ator também escreveu dois romances, Epitaph for Danny Brown e Roman Candle, bem como a peça Flo and Joe. e o livro de auto-ajuda First Do Unto Yourself.
Há vinte anos ele vivia com a produtora Edie Landau, mãe do produtor John Landau (Titanic, Avatar). Os dois se conheceram quando ainda eram crianças em Wilkes-Barre. Eles se reencontraram em 1993, quando Landau ficou viúva de seu primeiro marido, o também produtor Ely A. Landau.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.