O Pão Nosso de Cada Dia

Unser täglich Brot

Média geral 4.3
baseado em 19 votos
Sua avaliação:
salvando
92 minutos

O austriaco Nikolaus Geyrhalter andou durante dois anos a recolher imagens em explorações alimentares industriais para dar a ver como é recolhida e processada a comida que consumimos diáriamente. Sem voz off nem diálogos, o filme deixa as imagens falarem por si e é capaz de fazer os espectadores sairem perturbados da sala ou jurarem que a partir de agora se tornam vegetarianos. Legumes, carne, peixe, fruta: pouco interesam as diferenças, tudo está automatizado de modo a poupar o esforço humano e a maximizar a rendibilidade de cada alimento, mas com o efeito irónico de desumanizar a mão-de-obra, reduzida ao mero estatuto de “máquina” que repete incessantemente os mesmos gestos para manter a linha de montagem a funcionar”
Portanto já sabe, a partir daqui não tem desculpa, de cada vez que entrar nas grandes superficies dos Hipermercados já sabe do que é que a casa gasta.
“Nikolaus Geyrhalter propõe ver-nos a nós, os humanos que inventámos a linha de montagem, como mais uma rodinha na engrenagem do “pão nosso de cada dia” – mas, entrando numa perturbante dimensão (quase paredes meias com o voyeurismo) fá-lo com um distanciamento glacial, ele próprio “quase desumano”, sem julgar nem tomar partido, mostrando-nos o que já sabemos mas preferimos ignorar, à laia de segredo de polichinelo. Our Daily Bread é uma espécie de apocalipse da natureza domesticada filmado em câmara lenta, enquanto os homens vão mastigando a sua sanduiche e bebendo o café na pausa para o almoço, como se não fosse nada com eles”. Ainda por cima, sempre de olho na omnipresente TV.

Estreia Brasil:
2005
Outras datas

Elenco de O Pão Nosso de Cada Dia

Nenhum.
Denunciar algo errado
Trailers
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: