Os 300 de Esparta

The 300 Spartans

Dirigido por:
Média geral 3.3
baseado em 219 votos
Sua avaliação:
salvando
114 minutos

A derrota em Maratona (490 a.C.), não fez os persas desistirem de incluir a Grécia nos vastos domínios de seu império. Em 480 a.C., o rei Xerxes lidera um numeroso exército e uma poderosa frota para realizar o frustrado projeto de seu pai, Dario I.
Enquanto o exército asiático avança pelo litoral (para ser abastecido pela frota), as pólis (cidades-estado) gregas, divididas por suas querelas internas, não conseguem, imediatamente, adotar uma estratégia comum. Quando muito, despacham um pequeno contingente de hoplitas para o estreito desfiladeiro das Termópilas (passagem obrigatória para a Grécia central), visando retardar o progresso do invasor.
Por um curto tempo, os gregos resistem, mas quando o local é circundado pelos persas, a resistência se torna inútil e todos recuam, salvo o rei Leônidas que, à frente de trezentos espartanos, opta por conquistar a glória mediante uma morte heróica.
Tal é o tema dessa produção cinematográfica estadunidense, realizada com a cooperação do governo da Grécia, e filmada na localidade grega de Perachora, no Peloponeso. Perfeitamente sintonizado com o "espírito" da Guerra Fria vigente à época, o filme faz o elogio da liberdade dos espartanos em luta contra o império escravocrata persa, omitindo que Esparta era uma oligarquia que escravizava os Hilotas, inclusive promovendo pogroms periódicos, para controlar seu crescimento populacional. O ator (de limitados recursos) Richard Egan vive o papel do heroico Leônidas, enquanto a presença de Diane Baker responde pelo excasso ingrediente romântico do filme.

Estreia Brasil:
1962
Outras datas

Elenco de Os 300 de Esparta

Mais
Denunciar algo errado
Trailers
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: