Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Tunico Amâncio
2Número de Fãs

Nascimento: (67)

Bom Jardim - Brasil

Antonio Carlos (Tunico) Amancio (Bom Jardim, 1951) é formado em cinema pela UFF em 1974, mestre pela USP em 1990 com uma dissertação sobre a política de produção da EMBRAFILME nos anos 77/81 e doutor também pela USP em 1998 com uma tese sobre a representação do Brasil no cinema estrangeiro de ficção.

Seus principais trabalhos acadêmicos passaram à forma de livro: "O Brasil dos gringos: imagens no cinema", pela Intertexto, Niterói, 2000, enquanto "Artes e manhas da EMBRAFILME: cinema estatal brasileiro em sua época de ouro" foi lançado pela EDUFF também em 2000. Tem se especializado no estudo sobre a representação da identidade cultural brasileira no cinema, em artigos publicados em revistas nacionais e estrangeiras.

Curta-metragista bissexto ("Eu sozinho", 1978, "Roberto Rodrigues", 1987, "Uns e Outros", 2002, além de vários trabalhos em vídeo), é também roteirista e se encarrega no Curso de Cinema da UFF dessa disciplina. Orienta alunos na pós graduação dos cursos de Comunicação, Informação e Imagem e no de Ciência da Arte. Coordena o Laboratório de Investigação Audiovisual (LIA) do Instituto de Arte e Comunicação Social da UFF, onde produz CD-Roms pedagógicos ("Estudos sobre LIMITE" e "Catálogo sobre a produção cinematográfica da UFF"). Foi o curador de quatro mostras no Centro Cultural Banco do Brasil: em 1992, Alberto Cavalcanti; em 1999, "Plano geral Nelson Pereira dos Santos"; em 2000, "Brasil, o olhar estrangeiro", em 2001 "Imagens da ordem: infância e mídia". Foi também consultor de "A 3a. Idade na tela" ( 2005) e "A paixão de Cristo segundo o cinema", também em 2005.

Atualmente trabalha com cinema latino-americano e coordena o Cineclube Sala Escura.