Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

filmow.com/usuario/alfredopaz/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > alfredopaz
23 years Teresina - (BRA)
Usuário desde Junho de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Alfredo Paz

    Em dentro de um drama, que em sua maioria soa clichê, You're Not You emociona. Grande feito desse filme é resultado da dupla Hilary Swank e Emmy Rossum, que entregam atuações soberbas, fortes, dignas de grandes premiações, do qual vale ressaltar a química existente entre as duas que é maravilhosa.
    O diretor soube explorar bem os lados existentes no roteiro, humanizando de forma intensa o sentimento que o filme acarreta.
    É um bom filme, e boa parte disso é devido as atuações nele presente, e cumpre o seu objetivo de emocionar.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Alfredo Paz

    Lidar com expectativas é sempre complicado, independe qual for à situação tudo pode ser tornar desastroso. Desde que saiu aquela maravilhosa foto na EW, com Affleck abraçado com a Amy em uma maca de hospital, eu entrei em delírio, eu fiquei esperando ansiosamente pelo projeto, até evitei ler o livro antes do filme para a surpresa na poltrona do cinema ser maior. O filme atinge cada expectativa criada por mim.
    Com os temas que podem parecer clichês: drama entre casal e um crime a ser solucionado. Garota Exemplar consegue de uma maneira impressionante mergulhar além do básico, que se torna inevitável uma reflexão sobre relacionamentos e rotinas. Até que ponto é saudável deixar de ser você por outra pessoa?
    Adaptação do livro de Gillian Flynn, que também é roteirista, conta a história de Nick e Amy Dunne. Após um casamento dos sonhos, eles vão para Missouri após a notícia de que a mãe de Nick está com câncer. No dia em que comemoram o aniversário de casamento, o sujeito retorna para casa ao encontrar o lugar revirado. Ele não consegue encontrar a esposa e logo chama a polícia. A partir daí, temos uma verdadeira comoção local, com direito a coletiva de imprensa, central de voluntários. Eles lutam para encontrar Amy, mas ao mesmo tempo Nick se sente desconfortável naquele ambiente. Com o tempo, a forma como ele age e novas evidências fazem com que ele se torne o principal suspeito pelo crime.
    Não dá para entrar em maiores detalhes, se não destruía todo o enredo, pois o maravilhoso é ver todas as reviravoltas. A direção de Fincher é primorosa e montagem de Kirk Baxter é incrível. A forma como a história vai sendo contada, mesclando cenas atuais, flashbacks e sequências, é extraordinária. Mesmo diante de cenas que retratam o passado do casal, temos sempre a sensação de que a narrativa está seguindo em frente. Nada é de graça, cada cena é necessária. O design e trilha te colocam no íntimo do ambiente.
    Com uma dupla narrativa, é possível ouvir os dois lados de uma mesma história conforme ela se desenrola. Aos poucos, o quebra cabeça de parece ir se encaixando, mas é quando mais óbvio ele vai se tornando, que ele engrandece. O filme vai do tudo ao nada em diversas vezes, quanto mais você parece estar entendendo a proposta, mais o diretor brinca com isso. Muito disso se deve ao fato da dupla de protagonistas. Ben Affleck e Rosamund Pike estão impecáveis, e é interessante a maneira que durante o filme, sua torcida por ambos vai mudando. Affleck interpreta Nick e faz de forma marcante. O ator está realmente em uma nova fase de sua carreira e se mostra a pessoa perfeita para o papel, eu particularmente não consigo ver outro ator interpretando esse papel. Seu jeito pouco expressivo cai como uma luva em um homem que não sabe como lidar com a situação. Ele também se sai bem nos momentos românticos e nas cenas de suspense, numa performance que não irá surpreender caso seja reconhecida em premiações. Porém o filme é da Rosamund, ela é responsável por uma grandiosa performance, que é digna de OSCAR. A esposa exemplar, vai se transformando com magnetismo em cena. A dedicação de Pike é monstruosa e, sem ela, o filme provavelmente não teria o mesmo impacto.
    Fincher faz uma crítica à mídia que sempre está por trás de grandes investigações, condenando tudo e a todos como se fosse a própria lei. É um jogo de aparências do início ao fim, onde até mesmo a defesa de Nick é baseada na opinião pública. Em “Garota Exemplar“, a mídia pode até mesmo ser o espectador, cujo julgamento sobre o casal de protagonistas irá mudar durante as 02h40min de filme. E por mais que esse texto entregue a intenção do diretor em confundir, vá sem medo ao cinema por que você será definitivamente surpreendido, e escrevendo esse texto volto a lembrar de cada detalhe aplicado, de todo o desenrolar da história e pensado como funciona a mente humana. O filme é incrível, definido como uns dos meus favoritos.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nenhum recado para Alfredo Paz.