Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > rafaelribs
Porto Alegre - RS (BRA)
Usuário desde Setembro de 2010
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Rafael Ribeiro

    Corpo Elétrico é pulsante em seus detalhes, na suas naturalidade, nos seus conflitos tão cotidianos. Me senti espiando a vida de um amigo (ou muitas vezes fragmentos da minha vida).

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Fiquei meio embriagado com o plano sequencia lindo da caminhada rumo ao bar e a cena das motos.
    As cenas de sexo são sinestésicas, cheio de lambidas, beijos, pelos, sabores, corpos, suor. É lindo!
    Embarquei nessa experiencia meio voyeur que é Corpo Elétrico e acabei me frustrando com o final. Ele acaba muito rápido, muito abruptamente, como se estivesse dizendo "você já espiou muito! Chega!"

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Gabi Albuquerque
    Gabi Albuquerque

    Rafa! tudo bom? lembra de mim! tô sem faces e fiz outro instagram. irei te add. gosto muito de ver tuas referências. um beijo.

  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Benjamin
    Benjamin

    Fala cara, beleza? Tava lendo teu comentário sobre o "Danação" do Béla Tarr e tenho que te dizer que esse filme foi meio que uma porta de entrada pra mim, pra poder mergulhar mais na filosofia dos personagens dos filmes, os seus complexos, suas angústias, o que os move, etc - ainda que já tenha visto O Cavalo de Turim e As Harmonias de Werckmeister, e confesso que compreendi pouco ou quase nada deste último. Mas me referindo mais diretamente ao Danação, notei que grande parte do filme os personagens se movem como serpentes, sempre entregues a mesquinharias, a barganhas, sempre a espreita para atacar as fraquezas alheias, sempre em busca do que querem de forma bastante destrutiva, sempre girando nesse eterno círculo vicioso.
    O que me agrada mais em Tarr é que depois de entrarmos no seu mundo sujo e degradante com todas suas mesquinharias, queremos ficar lá, haha.
    Um abraço.