Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Fergie

Fergie

Nomes Alternativos: Stacy Ferguson

381Número de Fãs

Nascimento: 27 de Março de 1975 (44 years)

Hacienda Heights, California - Estados Unidos da América

É uma cantora e atriz americana. Ficou mundialmente famosa por ser a voz feminina do grupo de hip-hop The Black Eyed Peas. Fergie entrou no grupo em 2003 no álbum Elephunk, antes fazia parte do grupo Wild Orchid. Em 2006, lançou seu primeiro álbum solo, intitulado The Dutchess, que lhe rendeu sucesso absoluto no mundo. O álbum emplacou 5 singles no top 5 da maior parada musical de singles do mundo, a Billboard Hot 100, fazendo de The Dutchess o sétimo álbum de uma artista feminina a conseguir 5 hits top 5. .[1] O álbum também já recebeu a certificação de platina tripla pelo Media Traffic. Fergie em sua carreira solo foi nomeada a 16 prêmios dos qual ganhou 9.

A infância
Fergie é filha de Patrick Ferguson e Terri Jackson.[2] Ela tem uma irmã, Dana, que é atriz. Seus pais eram católicos e trabalhavam como professores em uma escola, e Fergie teve alguns problemas com o catolicismo.[3] ela teve mais de oito namorados.[4] Fergie estudou na Glen A. Wilson High School.

[editar] Carreira de atriz
Como atriz infantil, Fergie atuou no programa televisivo Kids Incorporated durante alguns anos junto com Renee Sandstrom, que se tornou junto com ela membro do grupo Wild Orchid. A imagem de boa menina de Fergie naquele programa entra em contraste com a imagem "gueto-funk" que ela começou a cultivar recentemente. Fergie interpretou a voz de Sally Brown em dois especiais de Charlie Brown: It's Flashbeagle, Charlie Brown (1984), e Snoopy's Getting Married, Charlie Brown (1985). Ela também fez a voz de Sally na versão de 1985 de The Charlie Brown and Snoopy Show.

Em Julho de 2003, Fergie fez uma participação no especial da Rocket Power, Reggie's Big Beach Break, na Nickelodeon; ela fez a voz de uma estrela pop fictícia chamada Shaffika. Fergie voltou a atuar em 2006, aparecendo como personagem secundária em Poseidon. Fergie fez participação especial no filme de 2007, Grindhouse - Planeta Terror . Ela foi recentemente convidada a fazer parte do elenco de Nine, filme baseado em um musical de mesmo nome, com direção de Rob Marshall. Fergie estará no papel de Saraghina e o filme será lançado em 2010.

Vida pessoal
Em 2004 Fergie começou seu namoro com o ator Josh Duhamel,[5] que estrelou o show de TV Las Vegas. Ela apareceu na série no episódio chamado "Montecito Lancers".

Fergie apareceu no Hot 100 Mulheres Mais Quentes de 2006 da revista Maxim, e foi votada na posição #36.[6] Em 2007, ela foi votada na posição #10.[7]

Fergie assinou, em 2007, três coleções para a grife belga Kipling, conhecida no Brasil por suas bolsas, totalmente inspiradas na sua carreira musical solo. Estes itens só serão lançados nos Estados Unidos e chegaram nas lojas em parcelas. Fergie também trabalhou com as marcas Candie's, Viva Glam, Chevrolet, Motorola, Pepsi, Doritos, C&A entre outras.

Em recente entrevista, Fergie assumiu sua bissexualidade ao revelar que vinha experimentando relações com outras mulheres, mas que nunca teve um relacionamento fixo .[8][9]

No dia 9 de Janeiro de 2010, quando completava 1 exatamente um ano de casada com Josh Duhamel, Fergie renovou seus votos de casamento em uma colina com vista para o mar. Em 2010 Fergie e Josh Duhamel foram eleitos um dos Casais mais ricos de Hollywood, ficando atraz apenas de Beyoncé e Jay-Z e Anjelina Jolie e Brad Pitt.

Em 2010,Fergie ganhou o título de corpo mais sexy de 2010. Em junho de 2010 Fergie lançou seu propio perfume Outspoken em parceria com a marca de cosmeticos Avon. Está previsto para chegar ao Brasil em Agosto de 2010. Em 2009 Fergie foi elegida a mulher mais bonita e sexy do mundo.

Carreira Musical
1991-2003: Wild Orchid
Antes de fazer parte do Black Eyed Peas, Fergie foi uma das cantoras do trio feminino Wild Orchid, formado por ela, Stefanie Ridel e sua parceira do Kids Incorporated, Renee Sandstrom. Wild Orchid lançou dois álbuns, mas após completarem seu terceiro álbum, sua gravadora se recusou a lançá-lo, e ela então abandonou o grupo um tempo depois. Sua decepção com o Wild Orchid a fez experimentar metanfetaminas crystal. Em setembro de 2006, Fergie deu uma entrevista à revista Time sobre ter conseguido se livrar do mundo das drogas."Foi o namoro mais difícil que tive que terminar" ela disse. "É a droga que é o problema. Mas em primeiro lugar o porquê de você começar a usar é o que interessa. Muitos que a usavam eram atores infantis; Eu aprendi a controlar meus sentimentos." A música 'Voodoo Doll' (Boneca Voodoo), disponível em seu primeiro álbum solo que se chama 'The Dutchess', foi escrita por ela, narrando essa experiência que marcou sua vida.[10]

2003-2006: Entrada para o Black Eyed Peas
Em 2003, Fergie assumiu os vocais do grupo musical Black Eyed Peas, preenchendo a vaga deixada por Kim Hill, que havia abandonado o grupo em 2000. Fergie gravou cinco canções com o grupo antes de ser convidada para entrar no grupo definitivamente em 2003. A adoção dela à banda, que tem feito um enorme sucesso desde então, ajudou o grupo a entrar rapidamente na cultura mainstream do povo,que por sua vez fez que Fergie finalmente conseguisse chegar ao estrelato.

2006-2008: Carreira solo
Após dois álbuns de sucesso com o Black Eyed Peas, Fergie deu início a sua carreira solo. Seu primeiro álbum, lançado em 19 de Setembro de 2006, foi intitulado The Dutchess. O nome do álbum é um trocadilho com o título de Sarah Fergie, a Duquesa de York com quem Fergie compartilha o sobrenome. A carreira solo não significou sua saída do Black Eyed Peas, já que Fergie pretende continuar até o fim no grupo, alternando entre as duas carreiras. The Dutchess é similar ao estilo do Black Eyed Peas, principalmente porque Will.i.am foi o produtor executivo do álbum.

Fergie conseguiu cinco hits com The Dutchess, com "London Bridge", "Glamorous" e "Big Girls Don't Cry" tendo se tornando singles número um na parada norte-americana Billboard Hot 100. Seu segundo single, "Fergalicious", chegou à posição #2 da parada. "Big Girls Don't Cry" foi escolhida pela Billboard como a canção mais ouvida no mundo durante o ano de 2007.[carece de fontes?] O quinto single do álbum foi "Clumsy", que foi oficialmente lançada em 25 de Setembro de 2007, alcançando a posição #5 na Billboard Hot 100. Foi lançada a canção "Pick It Up" como single digital no Japão, devido ao fato desta estar presente em um relançamento especial de The Dutchess naquele país, intitulada The Dutchess +3. O último single do álbum foi "Finally" , que foi lançado nos EUA e na Europa, não conseguindo muito sucesso, já que foi lançado apenas digitalmente e sem videoclipe. No hemisfério sul, mais precisamente na Austrália e no Brasil, havia o rumor de que o sexto single seria "Here I Come", mas este foi apenas lançado digitalmente na Austrália e obteve sucesso no país.

Fergie fez uma aparição no Wembley Stadium em 1 de Julho de 2007, apresentando-se com "Glamorous" e "Big Girls Don't Cry" em um show em uma homenagem à Princesa Diana organizada por seus dois filhos, Príncipe William e Príncipe Harry; o DVD da apresentação foi lançado em 5 de Novembro de 2007.

Em 18 de Novembro de 2007, Fergie venceu o prêmio "Artista Feminino Favorito" de Pop/Rock no American Music Awards.[11] Além disso, sua canção "Big Girls Don't Cry" também rendeu à Fergie uma nomeação ao Grammy para "Melhor Performance com Vocais Pop", o qual ela perdeu. Em Dezembro de 2007, a revista Blender elegeu Fergie como sendo a mulher do ano.[12]

Havia rumores de que Fergie deveria lançar seu segundo álbum solo em 1 de Março de 2008, porém Fergie confirmou em uma entrevista que não haverá segundo álbum em 2008. Fergie disse em outra intrevista que não tem planos de um segundo álbum solo.

Durante o Idol Gives Back de 2008, Fergie também se apresentou em dueto com Ann Wilson da banda Heart. As duas (com Nancy Wilson na guitarra) apresentaram "Barracuda".[13]

Fergie lançou uma nova edição de seu álbum The Dutchess, intitulada The Dutchess - Deluxe Edition, cujo lançamento ocorreu em 27 de Maio de 2008. A edição traz 5 novas faixas: "Pick It Up", "Party People", "Clumsy Remix (feat. Soulja Boy)", "Barracuda" (tema do filme Shrek Terceiro) e "Labels or Love" (tema do filme Sex and the City), além de um pôster especial da cantora.[14]

A canção "Labels or Love" foi gravada para ser trilha-sonora do filme Sex and the City. Em uma entrevista com a Entertainment Weekly, o diretor e escritor Michael Patrick King declarou que "é uma canção totalmente nova com letras novas, mas ela tem o tema de Sex and the City como DNA — em esteróides."[15]

Fergie também apareceu no show da Nickelodeon Dance on Sunset.

Fergie colaborou com a cantora japonesa Kumi Koda na canção "That Ain't Cool". "That Ain't Cool" está presente como A-side duplo no single de Koda, MOON, lançado em 11 de Junho. O single estreou em #2 na Parada Semanal de Singles Oricon.[16] Fergie cantou a música com Koda Kumi durante a Trick Tour.

Fergie colaborou com o Ex-Guitarrista do Guns N' Roses Slash, em seu Álbum solo, a cantora fez participações em Duas musicas, intituladas Beautiful Dangerous e um cover mais desenvolvido de Paradise city, Slash elogiou muito a cantora, afirmando que Fergie é a Melhor cantora de Rock do mundo, com a melhor voz feminina e potente, Fergie também fez outros trabalhos com o famoso DJ francês David Guetta, em seu novo Single chamado Gettin' Over You.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.