La Rabia

2008

La Rabia

Dirigido por:
Média geral 3.3
baseado em 63 votos
Sua avaliação:
salvando
83 minutos

LA RABIA é uma daquelas produções que provoca todos os sentidos do espectador. A trilha sonora, quando há, e os sons na tela sejam de um disparo de rifle, seja de um grito humano são exagerados, assim como são explícitas as cenas de sexo e (!) estripação de um porco. Mas os recursos, redundantes em alguns momentos, convergem para o contexto rude no qual a trama se dá.

Estamos nos pampas argentinos onde dois modestos fazendeiros ou empregados do mesmo patrão ausente vivem às turras por conta de pequenas invasões recíprocas, ou da morte das aves de um pelos cães do outro.

Por trás dessas questões comezinhas, o atrito de vizinhos é alimentado por uma tensão erótica subterrânea. Pichón (Javier Lorenzo) vive só com o filho (Gonzalo Perez) e costuma levar mulheres para casa. Poldo (Victor Hugo Carrizo), por sua vez, mora com a mulher, Alejandra (Analia Couceyro, dO PASSADO), e a filhinha muda Nati (Nazarena Duarte).

Assim como Pichón oprime com broncas e tabefes o filho-escravo, Poldo agride a mulher e aterroriza a filha com lendas como a do homem sem cabeça que persegue as meninas que se despem ao ar livre (passatempo favorito de Nati). O que Poldo não sabe, mas decerto intui ou teme, é que Alejandra é amante de Pichón.

A diretora Albertina Carri descreve esse mundo macho com um olhar oblíquo, lacunar, mas extremamente explícito, como tudo, aliás, que faz parte desse filme incômodo.

Estreia Brasil:
2008
Outras datas
Denunciar algo errado
Em DVD
Trailers
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: