Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Mary Pickford

Mary Pickford

Nomes Alternativos: Dorothy Nicholson | Gladys Marie Smith | Gladys Nicholson

90Número de Fãs

Nascimento: 8 de Abril de 1892 (87 years)

Falecimento: 29 de Maio de 1979

Toronto, Ontario - Canadá

Gladys Marie Smith, mais conhecida pelo nome artístico de Mary Pickford (Toronto, 8 de abril de 1892 — Santa Mônica, 29 de maio de 1979), foi uma atriz e produtora canadense radicada nos Estados Unidos. Conhecido como a "Queridinha da América", "Pequena Mary" e "A moça com os cachos", ela foi um dos pioneiros do Canadá no começo de Hollywood e uma figura importante no desenvolvimento dos filme de ação.

A atriz foi lançada no cinema americano por David Griffith, em 1909 depois de ter feito sucesso no teatro pelas mãos do diretor David Belasco. Se tornou em 1918 a atriz mais bem paga do cinema americano. Fez mais de 200 filmes, a maior parte deles ainda no cinema mudo.

Foi casada três vezes. Primeiro com o ator Owen Moore, um alcoólatra inveterado de quem se separou em 1918. No mesmo ano se casou com o ator Douglas Fairbanks e com ele formou um dos casais mais famosos do cinema. O casamento durou 18 anos e o casal junto com Charlie Chaplin e Griffith fundou a United Artists. Em 1937 realizou seu terceiro casamento, com o músico e ator Buddy Rogers com quem viveu até morrer em 29 de maio de 1979, de hemorragia cerebral em Santa Monica, Califórnia.

Devido à sua fama internacional ter sido desencadeada por imagens em movimento, ela é uma figura de viragem na história das celebridades modernas. E como uma das artistas mais importantes do cinema mudo ela foi fundamental para moldar a indústria de Hollywood. Em consideração a suas contribuições ao cinema americano, o American Film Institute nomeou Pickford 24 entre as maiores estrelas de todos os tempos.

Co-fundadora do estúdio United Artists, ela ficou conhecida para o público como a "Queridinha dos Estados Unidos" ou a "Namoradinha da América". Uma das primeiras canadenses em Hollywood, ao longo dos anos se tornou uma famosa feminista. Foi a segunda atriz a ganhar o Oscar de Melhor Atriz Principal, em 1930, mostrando que continuaria famosa apesar da sonorização dos filmes.

No entanto, não foi exatamente isso que aconteceu. Mary Pickford parece ter subestimado muito o valor de adicionar som aos filmes. Ela disse certa vez: "Adicionando som a filmes seria como colocar batom no Vênus de Milo". Ela desempenhou uma imprudente socialite em Coquette (1929), um papel onde ela não tinha mais os famosos cachos, mas sim bobs; Pickford tinha cortado o cabelo dela, na sequência da morte de sua mãe em 1928. Os fãs ficaram chocados com a transformação. O cabelo de Pickford tinha se tornado um símbolo da força feminina na época, e o corte foi página de noticiário na primeira página do The New York Times e outros jornais. Embora Coquette tenha sido um sucesso e sua performance ganho um Prêmio Oscar na categoria de melhor atriz, o público não respondeu a ela nos anos que se seguiram.

Depois de se aposentar das telas, Pickford desenvolveu alcoolismo, vício que deixava seu pai aflito. Havia outros alcoólicos em sua família incluindo seu primeiro marido, Owen Moore, sua mãe Charlotte, e seus irmãos mais novos, Lottie e Jack Pickford. Sua mãe, Charlotte, morreu de câncer de mama em março de 1928, após várias operações. Dentro de alguns anos, Lottie e Jack morreram de causas relacionadas com o álcool. Estas mortes, seu divórcio de Fairbanks, e o fim do cinema mudo, deixaram Pickford profundamente deprimida. Seu relacionamento com seus filhos adotivos, Roxanne e Ronald, foi turbulento na melhor das hipóteses. Pickford gradualmente se tornou reclusa, mantendo-se quase inteiramente em Pickfair, a mansão onde morava em Beverly Hills. Permitindo visitas apenas de Lillian Gish, seu enteado Douglas Fairbanks, Jr., e um seleto de poucos pessoas. Em meados dos anos 1960, muitas vezes ela recebia visitantes apenas por telefone, falando-lhes de seu quarto. Na sala de estar da Pickfair havia um retrato de Mary Pickford, pintado no auge de sua fama, enfatizando sua beleza feminina e seus cachos de ouro fiados, que hoje se encontra na Biblioteca do Congresso.

Mary Pickford morreu de hemorragia cerebral em 29 de maio de 1979, e foi sepultada no Forest Lawn Memorial Park em Glendale, Califórnia. Foi enterrada ao lado de sua mãe Charlotte, seus irmãos Lottie e Jack Pickford.

Filhos: Roxanne Rogers, Ronald Charles Rogers
Cônjuge: Charles "Buddy" Rogers (de 1937 a 1979), Douglas Fairbanks (de 1920 a 1936), Owen Moore (de 1911 a 1920)
Filiação: John Charles Smith, Charlotte Hennessy
Irmãos: Jack Pickford, Lottie Pickford