filmow.com/usuario/duduandradee/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > duduandradee
22 years Franca - (BRA)
Usuário desde Janeiro de 2014
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Gosto de filmes que, após iniciar os créditos finais, eu não seja mais aquela pessoa do começo da obra.

https://www.instagram.com/duududueduu/

https://letterboxd.com/duduandrade/

All that shines, turns to rust
All that stands in time
Turns to dust (Black Label Society)

Últimas opiniões enviadas

  • Eduardo Andrade

    Essa série me desperta muitos sentimentos. Arrisco dizer, que de todas que eu já vi, ela é a que mais me deixa reflexivo sobre a vida real. Mas, no momento, o que eu mais tenho sentido é uma tristeza por estar indo para a última temporada. Já começa o sentimento de despedida. Vejo ela lentamente, pois cada episódio que eu assisto, é como um capítulo de um livro pra mim. Não consigo julgar ele separadamente, sem ver todo o conjunto. O impacto que ela me causa é grande.

    Essa temporada pra mim, se resume em: Se reerguer, buscar forças da onde você não imagina que tem, da luta no pós-trauma. Sinto uma empatia enorme pela família Fisher, em especial pelo Nate e David. Nesse arco, os personagens cresceram ainda mais. E com um finale, que olha, me surpreendeu muito.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    - Você se apega à dor, como se ela valesse algo. Eu lhe digo que ela não vale nada. Esqueça isso. Com tantas possibilidades, e você só se queixa.
    - O que eu devo fazer?
    - O que você acha? Você pode fazer tudo. Você está vivo. O que é uma dorzinha comparada a isso?
    - lsso não pode ser tão simples.
    - E se for?

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Richard.
    Richard.

    Ah sim, na minha interpretação, a Claire morreu por último, ela viveu bastante. O marido já aparentava ser um tanto mais velho do que ela, e quando ela está para morrer, ela olha a fotografia dele, como se estivesse esperando encontrá-lo após a morte. Então pelo que entendi, ele já havia partido antes dela.

    Isso é normal em muitas famílias, minha própria tia tem um filho de 30 anos, outro de 28, e o caçula de 21, ou seja, há um longo espaço de tempo entre os dois primeiros e o último. As vezes o casal planeja parar e depois de alguns anos decide novamente ter mais um filho. E a Claire, apesar de mais nova, mostrava ser bem inteligente.

    Pois é, o próprio James Gandolfini teve uma atuação espetacular naquela que é a série mais aclamada criticamente, mas não teve segmento no cinema. Ele teve uma atuação no remake de 12 Homens e uma Sentença, fazendo o papel de um dos juris, o papel dele no filme até tem destaque, mas acho que o filme aconteceu antes dele protagonizar Sopranos. Acho isso curioso pois todos esses atores mostraram que tinham potencial enorme para estarem em produções de peso no cinema. Assim como também é difícil ver atores de ponta no cinema dentro do mundo das séries, alguns estiveram mais recentemente, como o próprio Anthony Hopkins em Westworld, Kevin Spacey em House of Cards, Mads Mikkelsen em Hannibal. E o ator que eu esqueci o nome em True Detective. Eu não compreendo realmente como funciona. não sei se existe algum preconceito, ou se é uma opção dos atores.

  • Richard.
    Richard.

    Pra ser sincero, eu até enrolei pra ver a série porque eu não queria que acabasse rápido, se eu fosse assistir nos dias de hoje, eu terminaria em menos de 1 semana. Eu sou do tipo que quando pego alguma forma de entretenimento, eu pego a sério.

    Sim, eu inclusive fiquei fã da música da Sia, e desde que terminei a série, eu escuto a música vez ou outra. E é impossível ouvir a música e não lembrar do final da série, foi realmente marcante, uma ótima sacada. Na verdade a Claire em termos amorosos, ela tinha o dedo podre, ela tinha uma tendência a curtir mal elemento, e é engraçado como vemos tanto isso nas adolescentes ou jovens adultas que conhecemos. Mas no final da série a Claire encontrou um cara aparentemente mais maduro que a acolheu, se casou, teve filhos e pelo que vimos ela ficou com ele até a morte.

    O que achei bem legal na série é que todos os personagens eram falhos, nenhum deles eram seres humanos totalmente exemplares, em vários momentos você iria condenar a atitude de algum deles, iria achar egoísta ou até mesmo repugnante. E eu acho isso fundamental para que a série funcione de forma realista. Acredito que muitas pessoas se identificaram com pensamentos bons e ruins dos personagens, com atitudes extremas, com as consequências dos erros. Afinal Six Feet Under era uma série sobre a vida, e também sobre a morte.

    Realmente, o ator que protagonizou o Nate, literalmente só teve esse personagem expressivo na carreira. E é engraçado ver como alguns grandes atores de séries muitas vezes não tem destaque na carreira dentro do cinema, o próprio Bryan Cranston só conseguiu alguns papeis mais expressivos depois de Breaking Bad, mas nada que se destaque, e é bem provável que a carreira dele seja marcada apenas pela série. O que não chega a ser de todo ruim, afinal o que ele fez em Breaking Bad ja vale uma carreira inteira.

    Já tinha visto esse final alternativo da série. Os outros vídeos eu vejo depois com mais calma.

  • Richard.
    Richard.

    Você assistiu bem devagar, né? Eu assistia em média uns 6 episódios por dia, então terminei em menos de 2 semanas. Em termos de série, é o mais tocante final que já vi. A ideia de mostrar os personagens em seus momentos finais, enquanto a Clare seguia dirigindo pela estrada ao som de Sia - Breath Me, foi uma combinação poderosa. Inclusive vi alguns vídeos de reações das pessoas ao final de Six Feet Under, muita gente chorou. Eu fiquei chocado com a morte do Nate também, mesmo prevendo que isso poderia acontecer.

    Um belo final pra uma das melhores séries da história.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.