Barrabás

1961

Barabba

Dirigido por:
Média geral 3.6
baseado em 156 votos
Sua avaliação:
salvando
137 minutos

Essa é um história fictícia sobre Barrabás, baseada na fascinante passagem do Novo Testamento, quando Poncio Pilatos pergunta à população de Jerusalém quem deveria ganhar liberdade, Jesus de Nazaré ou Barrabás (Anthony Quinn), um ladrão e assassino que acaba sendo libertado pela voz do povo.

Barrabás (Barabba) é um filme italiano de 1961, do gênero drama épico-bíblico, baseado em um romance escrito por Pär Lagerkvist.

Barrabás é um personagem misterioso, citado breve e exclusivamente no Novo Testamento, no contexto do julgamento de Jesus. Ele seria um criminoso condenado à morte pela justiça romana, que acaba libertado por vontade do populacho judeu, posto a escolher entre ele e o Nazareno.
A partir dessas excassas informações sobre o personagem, o escritor sueco, Pär Lagerkvist (laureado com o Prêmio Nobel, em 1951), concebeu uma obra de ficção na qual se baseia este filme de Richard Fleischer.
Nele, Barrabás passa por várias situações críticas, seja como escravo-mineiro, seja como gladiador em plena capital do Império Romano. E, em todas elas, a lembrança de Jesus parece persegui-lo, através de outros personagens, como o seu companheiro de infortúnio, Sahak, e o treinador de gladiadores, Lucius.
Por força disso, Barrabás quase se torna cristão e é nesse estado que ele interpreta o incêndio de Roma, ocorrido no reinado de Nero, como um prenúncio do advento de uma nova era, prometida pelo Cristo.
Até no fim, ele se mantem atado a Jesus, posto que também sofre o suplício da cruz. Mas se o Nazareno (segundo os Evangelhos) expira dizendo: "Pai, em Tuas mãos entrego o meu espírito!", Barrabás, que apesar de tudo não conseguiu converter-se a nenhum deus, encerra sua vida murmurando para a noite: "Escuridão, entrego-me à tua guarda!".

Estreia Brasil:
10 de Outubro de 1961
Outras datas
Denunciar algo errado
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: