Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Felipe Abib
54Número de Fãs

Felipe Abib começou estudar teatro em 2003, no Tablado, formou-se na Escola Técnica de Teatro Martins Pena e depois fez Bacharel em Teatro em 2007, pela UniverCidade.
Recentemente fez o espetáculo CORTE SECO, de Christiane Jatahy, indicado ao prêmio Shell de melhor direção e ao APTR de melhor texto em 2010.No cinema protagonizou o longa-metragem 190 Graus, produzido pela Limite Produções e com direção de Eduardo Vaisman, que ganhou o prêmio de melhor filme juri popular no Festival de Cinema de Gramado em 2010.
Entre 2007 e 2009 percorreu mais de cinqüenta cidades com o espetáculo “CACHORRO!”, livremente inspirado no universo de Nelson Rodrigues, indicado ao Prêmio Shell de Melhor Direção (Viniciús Arneiro).
Atuou no espetáculo "Canção de mim mesmo", poema de Walt Whitman adaptado e dirigido por Alexandre Mello (SESC Copacabana - Mezanino - Out e nov/2006).
Fez parte do elenco de "Ferrugem", com direção de Viniciús Arneiro (performance estreada no festival riocenacontemporanea em outubro de 2005).
Em 2005 e 2006 foi dirigido por Flávio Souza nos espetáculos "Casamento até na porta da Igreja se desmancha" (Teatro Armando Costa, Teatro Noel Rosa - UERJ), "Nunca se sabe quando tudo isso pode ser fatal" ( C.C.B.B. Teatro II, Teatro Armando Costa) e "As Gêmeas", esquete baseado no conto homônimo de Nelson Rodrigues (vencedor dos festivais de esquetes de Cabo Frio, Araruama, e Tápias com os prêmios de "Melhor Esquete" e "Melhor Direção").