Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Joe Dallesandro
81Número de Fãs

Nascimento: 31 de Dezembro de 1948 (69 years)

Pensacola, Florida - Estados Unidos da América

Joseph Angelo D'Allesandro nasceu em Pensacola, Florida no dia 31 de dezembro de 1948, mais conhecido como Joe Dallesandro, é um ator americano.

Embora ele nunca se tornado uma estrela de cinema, Dallesandro, é considerado o mais famoso símbolo do sexo masculino de Americana filmes underground do século XX. Com 1,68 m de altura, tornou-se um símbolo sexual da subcultura gay. Com 18 anos, em 1967, Dallesandro, conheceu Andy Warhol e a Paul Morrissey, quando estes estavam trabalhado na direção do filme The Loves of Ondine, convidou Joe para fazer uma participação no filme.

Joe, foi a opção mais lógica para interpretar um garoto de programa adolescente em ''Flesh'', que foi o seu segundo filme. Este filme teve um notável sucesso internacional e converteu Dallesandro, em Superstar Cult bem popular. Rapidamente projetou-se como um ator cult graças a seu agraciado físico, que mostrava-se desinibido mediante as cenas de nudez, em seus filmes.

Flesh, tornou-se um tremendo sucesso com o público mainstream, e Dallesandro se tornou o mais popular das estrelas de Andy Warhol. O New York Times e o crítico de cinema Vicente Canby escreveu sobre o astro de Flash : "Seu físico é tão magnificamente bem feito que a forma que os homens e as mulheres ficam desconectados com a visão dele".

Conhecido por protagonizar filmes experimentais dos papas da Pop Art, Andy Warhol e Paul Morrissey, Joe Dallesandro se tornou célebre por sua beleza e voluptuosidade física reveladas totalmente desnudas nesses filmes irreverentes, bem como por sua coragem em não esconder a sua bissexualidade – chegou a conviver publicamente com um famoso cabeleireiro de Hollywood -, numa época onde o tema era tabu.

Ainda que nunca se converteu em uma estrela de cinema comercial, tornou-se o símbolo sexual mais famoso do cinema underground dos anos 60 e 70 e um ícone homossexual cuja idolatria segue até hoje.

Nas palavras do cineasta John Waters, que trabalhou com ele, “O maravilhoso Joe mudou para sempre a sexualidade masculina nas telas”. Nascido na Flórida em 1948, descendente de italianos e noruegueses, filho de um marinheiro e de uma adolescente marginal, ele passou parte de sua juventude roubando carros.

Teve problemas com a polícia, foi preso, fugiu para o México com um amante, lavou pratos e se prostituiu para se sustentar, tirou fotos nu para revistas como “Physique Pictorial” e pagou as contas como ator pornô. Em uma entrevista posterior, referiu-se a esta época de sua vida: “Eu apenas estava tentando cuidar de mim mesmo. Mais tarde compreendi que realmente procurava uma figura paterna que gostasse de mim. Eu precisava de carinho e proteção”.

Aos 18 anos, à toa pela vida nova-iorquina, andando pelo Times Square foi descoberto pelo mítico Warhol, que o convidou para participar de “The Loves of Ondine”. A seguir foi a opção mais lógica para interpretar o prostituto adolescente de “Flesh” (1968) - nu em cena quase que o tempo todo. Este filme teve um notável sucesso internacional e converteu Dallesandro num astro popular, possivelmente por sua estonteante formosura, naturalidade e desinibição.

Continuou atuando em filmes-fetiches de Warhol-Morrissey, sendo os mais conhecidos “Trash” (1970) – onde também aparece o seu irmão Bob - e “Heat” (1972). Todos rodados na Factory. Neles, o ator está sempre rodeado de prostitutas, travestis, vagabundos e drogados.

Mudando-se para a Europa, participou de produções francesas e italianas. Entre elas, o cult “Paixão Selvagem/Je T'Aime Moi Non Plus” (1975), dirigido pelo cantor Serge Gainsbourg, no papel do caminhoneiro Krassky, que provoca uma crise no seu relacionamento com outro homem ao se envolver com uma garçonete andrógina e solitária (Jane Birkin). No final, Krassky volta para os braços do namorado.
Dallesandro, que identifica-se como bisexual, foi casado três vezes. Sua primeira esposa foi Leslie, eles tiveram um filho, Michael, em 1968. Sua segunda esposa, Terry (Theresa), com quem tem outro filho, Joseph A Dallesandro Jr, nascido em 14 de novembro de 1970, Terry e Joe se divorciaram no início de 1978. Desde então, ele se casou novamente com Kim (Kimberly). Ele tem um neto e uma neta de Michael e um neto de Joseph.

Em 1984, foi Charles 'Lucky' Luciano, na super produção de Francis Ford Coppola - ''Cotton Club/The Cotton Club''.

Participou em episódios de séries como ''Miami Vice''; ''O Homem da Máfia/Wiseguy''; ''Fortune Dane''; ''Matlock''; ''The Hitchhiker''...

Atualmente, Joe. administra um hotel no coração de Hollywood, onde vive com seu gato Booky. Ele disse: "Tenho vivido uma vida completa, na que tenho feito grandes coisas. Tenho passado por algumas dificuldades, mas em general, tenho levado uma grande vida".

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.