Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Krzysztof Kieslowski
2168Número de Fãs

Nascimento: 27 de Junho de 1941 (54 years)

Falecimento: 13 de Março de 1996

Varsóvia - Polônia

Krzysztof Kieślowski foi um diretor de cinema da Polônia. Estudou cinema na Escola de Teatro e Cinema de Lodz, por onde também passaram os cineastas Roman Polanski e Andrzej Wajda.

A carreira de Kieślowski se divide entre a fase polonesa e a francesa. Depois de concluir a faculdade, o jovem diretor começa a produzir documentários. A vida dos trabalhadores e dos soldados era o foco principal desses filmes. A narrativa dos documentários passa a influenciar os primeiros filmes de ficção do diretor. A Cicatriz / Blizna, Sorte Cega/ Przypadek e Amador / Amator são exemplos desse estilo.

Mais tarde, Krzysztof Kieślowski realizou para a Televisão Polonesa uma série de filmes baseados nos Dez Mandamentos (chamada Decálogo / Dekalog) - um filme por mandamento, todos tratando de conflitos morais. Dois deles foram posteriormente produzidos, transformados em longa-metragens: Não Amarás / Krótki Film O Milosci e Não Matarás / Krótki Film O Zabijaniu. A forma de contar a história muda nesta fase. O diretor passa a usar uma quantidade mínima de diálogos, concentrando-se no poder da imagem e das cores. As palavras são substituídas por uma poesia imagética.

O cineasta aprimora seu estilo ao realizar seus próximos filmes. Os quatro últimos filmes do diretor foram realizados através de uma produção francesa: A Dupla Vida de Verónique / La Double vie de Véronique (estrelando Irène Jacob) e a Trilogia das Cores (A Liberdade É Azul / Trois Couleurs: Bleu, A Igualdade é Branca/Trois Couleurs: Blanc e A Fraternidade É Vermelha / Trois Couleurs: Rouge). A trilogia das cores foram filmes os quais deram um maior sucesso comercial ao diretor. São baseados nas cores da bandeira francesa e no slogan da revolução do país. O toque de Kieślowski está na sua representação das palavras liberdade, igualdade e fraternidade e na forma que as cores dão o ambiente psicológico da história. Outro ponto interessante é reparar no cruzamento de elementos em comum entre os três filmes.

Depois do último filme da trilogia o diretor anunciou a sua aposentadoria devido ao fato de estar cansado de fazer cinema. Porém, começa a escrever o roteiro da trilogia "Paraíso, Purgatório e Inferno", baseada na Divina Comédia de Dante Alighieri. Kieślowski morre em 1996, aos 54 anos, sem concluir esse projeto.