Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Maurício Destri
30Número de Fãs

O rosto delicado que garantiu a Maurício Destri o papel do príncipe Inácio em “Cordel Encantado” já ajudou o ator a ganhar dinheiro quando se mudou para São Paulo, aos 16 anos, com o sonho de estudar teatro. Para se sustentar na capital, o menino vindo de Criciúma, em Santa Catarina, fez uma série de biscates, entre eles o de príncipe de festa infantil. “Pegava um bico daqui e outro dali, fui garçom, recepcionista, distribuí panfleto, fiz animação infantil, fui príncipe, muita coisa rolou aí”. O desejo de estudar teatro surgiu, aos 15 anos, durante viagem de férias à casa da tia, em São José dos Campos. “Foi lá onde dei os primeiros passos e despertei para essa vontade de fazer teatro”, diz ele hoje com 19. Um ano mais tarde, Maurício seguiu para a capital e teve de enfrentar uma série de dificuldades para se firmar na profissão. “Morava com o meu tio, mas ele perdeu o emprego e me jogou no mundão. Nesse mesmo momento, meu pai cortou a minha pensão e todo mundo que me ajudava parou de me ajudar. Hoje, vejo que tudo isso foi meio destino. Eu precisava passar dificuldade para aprender”, analisa.

A virada aconteceu quando Maurício se sentia perdido e estava prestes a voltar para sua cidade. “Estava sem foco e não conseguia me sustentar. Ia pulando da casa de um amigo para outro. Aí liguei para um professor e disse: ‘Meu coração está pedindo teatro, mas preciso de ajuda, de um lugar para morar’. Ele me recebeu, morei oito meses com ele. Foi um tempo de pura consicência e muito centrado”, conta.

Foi nessa época que o “destino” - como ele gosta de frisar -, o colocou de frente para o produtor de elenco de “Cordel Encantado”, que o convidou para o primeiro teste. “Trabalhei 40 dias em um instituo de pesquisa e fiquei muito mal porque eles não me pagaram o que deviam. Aí fui para o Spot (um bar de São Paulo). Acho que tudo tinha de acontecer dessa forma”, lembra Maurício que encontrou o produtor graças a uma troca de turno.

Após a novela, Destri conseguiu um contrato de longo prazo com a emissora e, agora, foi escalado para "Malhação".
O personagem dele, Kiko Freitas, é um ator que entrou na trama para participar de um seriado que está sendo produzido dentro da novelinha.