Osso, amor e papagaios

1957

Osso, amor e papagaios

Média geral 3.5
baseado em 20 votos
Sua avaliação:
salvando
102 minutos

Um cientista anuncia a descoberta de um processo químico que transforma ossos humanos em ouro e provoca, com a notícia, uma verdadeira corrida aos cemitérios.

Uma versão já clássica do conto A Nova Califórnia, do grande escritor de tradição anarquista Lima Barreto. Um momento raro de humor negro do cinema brasileiro, com macabras e, ao mesmo tempo, cômicas escavações de ossos. O filme demonstra, em tom de farsa, os interesses materiais que prevalecem sobre o respeito devido aos mortos. Dele vieram as novelas de TV O bem amado e Roque Santeiro.

Estreia Brasil:
1957
Outras datas
Denunciar algo errado
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: