Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Priscila Fantin

Priscila Fantin

Nomes Alternativos: Priscila Fantin de Freitas

84Número de Fãs

Nascimento: 18 de Fevereiro de 1983 (35 years)

Salvador, Bahia - Brasil

Priscila Fantin de Freitas (Salvador, 18 de fevereiro de 1983) é uma modelo, atriz e dubladora brasileira, famosa por interpretar "Serena" na telenovela Alma Gêmea da Rede Globo e fazer a dublagem brasileira de "Sally" no filme Carros.
Priscila Fantin iniciou sua carreira como modelo fotográfica em campanhas publicitárias em Belo Horizonte, para onde sua família se mudou quando ainda ela era criança. Seu primeiro trabalho foi em um comercial para as Lojas Mesbla, aos cinco anos de idade. Aos quinze, foi convidada a fazer um teste de vídeo para a Rede Globo, o qual ficou arquivado.
Meses depois, em 1999, o diretor Ricardo Waddington procurava por adolescentes em diversos estados brasileiros para a nova geração da série Malhação, que estrearia uma nova temporada tendo como foco não mais a academia que dava título a série, mas sim um colégio secundário, o Múltipla Escolha. Waddigton a descobriu graças ao vídeo e lhe fez o convite para que interpretasse "Tati", a nova protagonista e mocinha da série. Nessa época, Priscila estava em Montana, nos Estados Unidos, fazendo um intercâmbio e foi sua mãe quem lhe deu a notícia. Após duas semanas se decidindo, resolveu aceitar o convite, e teve que voltar às pressas para pegar o papel. Depois, outro susto: as gravações iriam começar já na semana seguinte. Ela aceitou o desafio e, um ano e meio depois, a primeira temporada da nova geração de Malhação se encerrava com sucesso e a personagem "Tati" se despedia da trama com popularidade entre o público adolescente.
Logo em seguida, veio a personagem "Joana" de as As Filhas da Mãe, uma lutadora de luta livre, filha da personagem Rosalva (Regina Casé). Essa personagem foi até os dias atuais a única coadjuvante de sua carreira. Seu bordão, ao entrar nos ringues, era "Dominó negro".
Em 2002, estreou no horário nobre como a italiana "Maria", protagonista de Esperança, novela de Benedito Ruy Barbosa com colaboração de Walcyr Carrasco. A novela foi sua primeira parceria com Walcyr (as demais foram em Chocolate com Pimenta, Alma Gêmea e Sete Pecados).
Em 2003, fez a sua primeira vilã em novelas, a ambiciosa e esperta "Olga" de Chocolate com Pimenta. Apesar de má, "Olga" muitas vezes recebia a torcida do público para ficar com o mocinho "Danilo" (Murilo Benício).
Depois pausou suas participações em novelas para apresentar o programa Oi, Mundo Afora do canal por assinatura GNT, onde visitava países e fazia entrevistas com a população dos mesmos.
No ano seguinte, em 2005, participou do elenco principal da minissérie Mad Maria, onde interpretou Luísa, moça pobre que, ao aceitar se tornar amante de um Ministro da República, interpretado por Antônio Fagundes, vira pivô para chantagens entre políticos rivais.
Em seguida, no mesmo ano, protagonizou Alma Gêmea, onde despontou como "Serena", filha de uma índia com um homem branco e reencarnação de "Luna" (Liliana Castro). A personagem foi de extrema importância para sua carreira, pois a trama teve picos de audiência, bateu recordes e se tornou a novela de maior média no Ibope no horário das 18h desde História de Amor.
Em 2006, fez sua estréia no cinema com o longa-metragem, Orquestra dos Meninos, onde interpretou a nordestina "Creuza".
Durante esse ano, recusou ainda um convite especial de Manoel Carlos para participar de Páginas da Vida, alegando cansaço por emendar trabalhos[1]. Foi substituída pela atriz Regiane Alves.
Em 2007, atuou em Sete Pecados, onde deu vida a "Beatriz", uma mulher rica, mimada e voluntariosa, mas que o autor não rotula nem como vilã nem como mocinha, porque a personagem teve momentos com ambas características na trama.
Em 2008 foi escolhida para representar a imagem do concurso de design de jóias AngloGold Ashanti AuDITIONS Brasil, tanto no Brasil quanto no exterior[2].
Ainda em 2008 recusou um convite para participar de A Favorita. Em 2009, novos convites: um de Glória Perez para atuar em Caminho das Índias e outro de Walcyr Carrasco para Caras & Bocas. Ambos foram recusados, e quando foi questionada sobre suas decisões, comentou que nessa época estava pensando em desistir de atuar na televisão[3].
Após recusar mais um convite em 2009, dessa vez de Bosco Brasil e Aguinaldo Silva para protagonizar Tempos Modernos, volta à Rede Globo em 2010, na mesma novela, como a dançarina "Nara", a segunda antagonista de sua carreira em novelas.
Com o fim de Tempos Modernos, em julho de 2010, a atriz se prepara para, em 2011, participar do curta de José Padilha para o filme Rio, Eu Te Amo, novo projeto de Emmanuel Benbihy para a franquia Cities of Love, a mesma de Paris, Je T'Aime e New York, I Love You.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.