Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > jeferson_k1
29 years, Salvador (BRA)
Usuário desde Março de 2010
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Jeferson A. Souza Moraes

    - Democracia em Vertigem é um recorte, que apresenta de forma superficial, porém objetiva, o panorama político social contemporâneo brasileiro, e a análise da narradora, com uma breve contextualização histórica. Creio que seja um documento relevante, e acessível, por eliminar o ruído da narrativa jornalística da grande mídia, sobretudo como ferramenta de informação para espectadores estrangeiros, e para os menos passionais na discussão política, deslocados em meio a enxurrada de informações que dificultam a conexão entre os acontecimentos descritos, pois não creio que seja capaz de reverter o quadro clínico de quem sofreu lobotomia em massa. Para mim, é marcante observar, nas relações de poder, como a ligação entre as ações e suas motivações reais, apesar de tão simples, permanece incompreensível para uma parcela tão grande da população, é uma realidade espantosa.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Jeferson A. Souza Moraes

    - O filme consegue criar, no primeiro ato, um cenário de tensão angustiante, a sensação de que algo muito ruim e inusitado acontecerá a qualquer momento é somatizada pela atuação impactante de Christian Bale. É uma pena que os padrões sejam escancarados precipitadamente, de forma a tornar o plot twist demasiado previsível, apesar de trazer algo de inusitado. Há uma certa incoerência, que pode incomodar a alguns mais que a outros, mas no fim das contas foi um filme que me agradou, pelos acertos, e pela atuação de Bale.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Jeferson A. Souza Moraes

    - A animação tem suas qualidades, na minha opinião; gosto do traço dos personagens, dos cenários, mas há recursos usados tão massivamente que causam um contraste visual excessivo, e um estranhamento inevitável, se intensificando no decorrer do filme. A medida que a história se aproxima do clímax, o roteiro elege mal suas prioridades, finalizando-a de uma forma que me deixou descrente de que o filme havia realmente acabado. Foi uma sensação estranha de incredulidade, enquanto subiam os créditos.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.