filmow.com/usuario/paulo_fool/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > paulo_fool
38 years, SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SÃO PAULO (BRA)
Usuário desde Setembro de 2011
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

" I love the smell of napalm in the morning..."

http://flavors.me/mortimer_79

Últimas opiniões enviadas

  • Paulo Cesar

    Um visual lindo, impecável onde cada cena e frame é feito pra impressionar e impressiona, as paisagens estão lindas o cuidado visual é perfeito. Quanto a história tentaram aprofundar os novos personagens após "despertar da força" e conseguiram. A inserção de novos personagens também funciona. Rose se encaixa bem nessa nova fase..de demonstrar a coragem e a bravura de quem não tem "a força"..de quem não tem uma hierarquia legitima de busca ao poder, são pessoas comuns lutando por sobrevivência e paz, e isso ajuda a se ver na tela..te coloca dentro da história. Funciona comigo. A relação Kylo/ Rey se estreita e se insinua a indecisão de ambos lados por qual caminho seguir e isso gera muita tensão em cenas bem construídas. Adam Driver consegue ser Kylo ao mesmo tempo inseguro, dissimulado, frio e raivoso, mas não è Vadder e não vejo isso como algo negativo, novos tempos novos vilões, novos tipos de psicopatias. A passagem metafórica ou não de sabre continua, a relação Luke e Rey se assemelha aquela ja vista outrora na franquia mas aqui, Luke reluta em passar os preceitos Jedi..atormentado pela falha e negligencia com seu sobrinho. E isso leva a boas cenas tanto com Rey..quanto outras em que o passado o visita para que volte a caminhar junto dos rebeldes. O filme caminha rápido e nostálgico, as cenas com Carrie emocionam por tudo que aconteceu..mas sem a pieguice carregada..é só singelo e bonito. O filme carrega a beleza visual mas também aquela emocional que te gruda na cadeira, que te faz se emocionar de vivenciar mais uma vez essa fabula..que talvez aqui falhe por não ser tão redonda, como em "despertar.." mas que por trazer elementos novos, ainda leva muitos e muitos fãs aos cinemas. Seja os antigos atrás de qualquer pequena referencia que o leve de volta a trilogia original com seus momentos marcantes. Como os novos que parecem respeitar o que foi feito antes, mas olham pra frente como o próprio filme do talentoso Rian Johnson faz. Òtimo !!

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Paulo Cesar

    Apesar da produção passar por vários problemas : Snyder saiu com o suicídio da filha em meio a finalização . Warner mais uma vez temerosa com um novo fracasso, agora com seu maior estandarte e claro sua maior "galinha dos ovos de ouro", levando a refilmagens, mudanças de tom (whedon veio criar um clima mais "Marvel") e até um bigode...sim o bigode da discórdia de Cavill. O filme levado ao cinema senão é a obra-prima das adaptações dos quadrinhos, ao menos diverte e leva de forma competente os maiores heróis da DC, todos juntos finalmente aos cinemas , acabando com a ansiedade dos fãs e sendo a pedra fundamental do "Universo DC". Entre erros e acertos acredito em mais pontos positivos, do que negativos.E acredito que uma correção de rumo e tom..nada muito gigantesco, façam que os outros filmes da franquia engrenem. O problema são os manda-chuvas da Warner , não coibirem a individualidade artística das pessoas envolvidos nos filmes vindouros. Nesse em especial gostei bastante do começo..um começo bem característico, no estilo do Snyder..apesar de a primeira aparição do Batman ter sido refilmada com Whedon. Enfim muito bom !! Batman, talvez teve uma mudança mais brusca quanto sua personalidade em "BVsS" , ele passou de um herói paranoico e mortal..pra outro que a todo momento tenta se redimir de seu erro de julgamento em relação á Superman, ele carrega essa culpa na forma de agir, no tratar com os outros membros da Liga e não mede esforços pra evitar um futuro sombrio vislumbrado em seus pesadelos. Ben Afleck é esse Batman, velho, torturado física e mentalmente..que acredita que não pode mais falhar. Afleck tem seu Batman, que aprendemos a gostar e se ele sair desse Universo a perda é imensurável. Gadot continua perfeita na austeridade, na beleza na força de sua Diana, o elo firme e apaziguador, que filtra o que Batman diz deixando mais palpável e coerente. Há a firmeza de opinião..de outra face da moeda..de quem realmente lidera a liga. Ray Fischer grata surpresa como Cyborg, na melancolia da sua falta de humanidade, no reconhecer que não é mais o mesmo e que isso o levará a outras responsabilidades. Aquaman desmitifica anos de zuera em super amigos e entrega um Arthur Curry entre ser, um humano na superfície largando pra trás um trono em Atlântida, Momoa tem essa coisa "Outsider" no visual e conseguiu transmitir isso á Aquaman..o que nos deixa esperançosos com o que pode acontecer em seu filme solo. Flash é o nerd deslumbrado, talvez o personagem ponte entre plateia e filme e ele faz isso tão bem com um ar de admiração e receio de estar junto deles..Flash é jovem e cativante e tem umas boas piadas de referencias e sua interação com a equipe, principalmente com Superman é divertida e memorável. E Superman, nunca estve tão super..Cavill mostrou a que veio sua presença é ótima, vários vislumbres de um "Superman de Reeve"..acredito q foi o super que nos estavam devendo desde "Man of Steel", aqui ele esta espirituoso, poderoso como nunca e totalmente ciente desse poder, pobre Stepennwolf, em nenhum momento páreo pra ele..mesmo sendo um vilão poderoso ! O filme me deixou contente gostaria de dizer que foi a melhor adaptação de heróis. Não, não foi..mas dentro do possível..com tudo isso de carga negativa em cima..o filme divertiu e demonstrou um senso estético que começou la com Snyder..mas que pode crescer e se enriquecer com mais cabeças inteligentes ligadas aos projetos. Mas claro com total carta branca dos produtores e chefões da Warner..que se preocupam mais em grana, do que bom material pros fãs.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Paulo Cesar

    A revelia de toda representatividade da personagem ícone criada por William Moulton Marston em um momento histórico importante, o filme trazido pra atualidade é feito no momento certo e pela diretora certa, não apenas pelo fato de se tratar de uma mulher, onde apenas isso já a gabaritaria para tanto. Mas se trata da mulher mais talentosa em uma cadeira de direção atualmente, junto com Katryn Bigelow não enxergava mais ninguém capaz de levar a tela a história da Amazona. E ela faz isso com uma naturalidade, sem um molde a seguir, sem a preocupação de soar didático e/ou aventureiro demais, o filme tem seu ritmo, sua força..sua própria cara e muito se deve a Jenkins que com certeza teve acesso ao extenso e rico material de Mulher-Maravilha mas quis buscar sua própria linha não se apegando a um momento, criando uma história de origem mitológica, fantasiosa mas com muito de história grega, com esse pano de fundo de guerra muito bem construído. "A entrada no mundo dos homens" é traumática e cercada de rompimento com sua terra, e sua mãe (Connie Nielsen ótima !!). Mas Gal consegue transmitir a tristeza e austeridade genuína que o momento precisa..ha a melancolia da perda e separação..mas ela demonstra a firmeza, força que o momento necessita ! Gal Gadot é um belo achado, na naturalidade da beleza e na personagem que assume, ela tem o sorriso, o timbre de voz de alguém elevado na condição de deusa mesmo, é cativante e natural..ela veste Mulher Maravilha..ela a encarna com talento e beleza, desde Batman Vs Superman ela é o maior acerto do filme.Steve Trevor (Cris Pine) é o homem que Diana precisava conhecer : falho, verdadeiro, cético..mas com honra e atitudes heroicas que ajudam Diana a entender esse "Mundo de Homens" o qual ela o ajuda a salvar. O filme tecnicamente impecável, muito bonito mesmo..Jenkins mostra destreza nas ótimas cenas de ação, ha passagens bonitas e singelas..que carregam na sensibilidade não de forma forçada..mas que engrandecem a história desse ícone de representatividade feminina. Feito de forma certa, no momento mais oportuno possível. Filmaço !!

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Alice Ayres
    Alice Ayres

    Charlie Chaplin foi um dos responsáveis por eu entender desde pequena o que era a sétima arte... O Garoto, Luzes da Cidade, Luzes da Ribalta, O Circo, Tempos Modernos, O grande Ditador... são filmes fantásticos!!!

    Adoro Closer também... Um abraço!

  • Danielle G.
    Danielle G.

    Oi, Paulo. Recebi seu recado. Meu Whatsapp ta normal no Wifi.