Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > John Cromwell (I)

John Cromwell (I)

Nomes Alternativos: Elwood Dager Cromwell

7Número de Fãs

Nascimento: 23 de Dezembro de 1887 (91 years)

Falecimento: 26 de Setembro de 1979

Toledo, Ohio - Estados Unidos da América

Elwood Dager Cromwell.

Foi um ator e cineasta americano.
Cromwell iniciou sua carreira como ator e diretor de teatro em 1912. Estreou em Hollywood como ator, já em 1929, no filme Assim Falou o Mundo (The Dummy). Passou à direção nesse mesmo ano. Muito de seu trabalho foi feito com o produtor David O. Selznick, de quem só divergia quando este exigia cenas demasiadamente sentimentais. Seus filmes cativaram a crítica pelo bom acabamento, edição precisa e ritmo perfeito. Entre seus sucessos contam-se Escravos do Desejo (Of Human Bondage, 1934), Um Garoto de Qualidade (Little Lord Fauntleroy, 1936), O Prisioneiro de Zenda (The Prisoner of Zenda, 1937), Algeria (Algiers, 1938), O Libertador (Abe Lincoln in Illinois, 1940) e Desde Que Partiste (Since You Went Away, 1944).
Após a Segunda Guerra Mundial, não mais sob as asas de Selznick, os filmes de Cromwell tornaram-se mais violentos, duros e tensos. Merecem ser citados o noir Confissão (Dead Reckoning, 1947), com Humphrey Bogart, o drama de prisão À Margem da Vida (Caged, 1950), com Eleanor Parker e A Estrada dos Homens Sem Lei (The Racket, 1951), outro noir, agora com Robert Mitchum. Terminado esse filme, Cromwell voltou para o teatro, o grande amor de sua vida. Retornou ao cinema em 1958 para mais três obras, com destaque para A Deusa (The Goddess), um poderoso drama sobre o estrelato em Hollywood, com roteiro vagamente baseado na carreira de Marilyn Monroe.
Além de dirigir, Cromwell trabalhava esporadicamente como ator, tanto no cinema quanto na TV. Assim como Alfred Hitchcock, ele também gostava de aparecer em seus próprios filmes. Seus últimos papéis foram em dois projetos de Robert Altman: Três Mulheres (Three Women, 1977) e Cerimônia de Casamento (A Wedding, 1978).
Desde Que Partiste, seu grande sucesso de 1944, ganhou o prêmio Oscar de Melhor Trilha Sonora, além de ter tido outras oito indicações, inclusive de Melhor Filme; já À Margem da Vida recebeu três indicações, uma delas de Melhor Atriz para Eleanor Parker.
Cromwell casou-se quatro vezes e é pai adotivo do ator James Cromwell. Faleceu vítima de embolia pulmonar.

Filhos: James Cromwell, Jonathan Cromwell
Cônjuge: Ruth Nelson (de 1946 a 1979), Kay Johnson (de 1928 a 1946), Alice Lindahl (a 1918)