Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Lee Strasberg

Lee Strasberg

Nomes Alternativos: Israel Lee Strassberg | Israel Strassberg

14Número de Fãs

Nascimento: 17 de Novembro de 1901 (80 years)

Falecimento: 17 de Fevereiro de 1982

Budzanów, Galicia, Austria-Hungary [now Budaniv, Ukraine] - Ucrânia

Lee Strasberg (Budaniv, 17 de novembro de 1901 — Nova Iorque, 17 de fevereiro de 1982) foi um ator, diretor, produtor e professor de arte dramática dos Estados Unidos, nascido Israel Strassberg1 em Budzanów, no antigo Império Austro Húngaro, hoje Budaniv na Ucrânia, que emigrou criança com a família para os Estados Unidos e se naturalizou cidadão dos Estados Unidos em 1936.
Strasberg é considerado o patriarca do “método”, um sistema de representação da dramaturgia que inspirou legiões de grandes atores americanos durante sua vida. Em 1931 ele foi um dos fundadores do Group Theatre2 , uma companhia de teatro que incluía lendas como Elia Kazan, John Garfield e Stella Adler.
Saindo do Grupo por desentendimentos com os outros fundadores em 1935, devido a suas teorias e métodos controversos sobre a arte de representar, em 1949 ele começou uma longa carreira de professor no Actor´s Studio, onde se tornou diretor artístico e revolucionou os métodos de ensino de representação, levando ao auge a reputação de qualidade da instituição. Entre seus pupilos estiveram atores e atrizes como Marlon Brando, James Dean, Geraldine Page, Paul Newman, Eva Marie Saint, Jane Fonda, Al Pacino, Robert De Niro, Dustin Hoffman e a mais famosa de todos, Marilyn Monroe.
Pouco afeito a representar diante das câmeras, Lee atuou em apenas sete filmes, sendo o mais famoso deles O Poderoso Chefão II / O Padrinho II , em 1974, no papel de um chefão mafioso instalado em Cuba que sofre a ira de Michael Corleone (interpretado por seu ex-aluno Al Pacino), e pelo qual seria indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante.

A ligação de Lee Strasberg com Marilyn Monroe, a quem ajudou durante toda sua carreira, é famosa e faz parte dos anais da história do cinema americano e de todas as biografias escritas sobre ela.
A atriz Susan Strasberg, filha do segundo casamento de Lee com Paula Strasberg, atriz, professora de arte dramática conceituada e mentora por algum tempo de Marilyn, após a morte do pai escreveu um livro contando sua relação com a “surrogate irmã”.
Marilyn Monroe tinha 29 anos quando se tornou a estudante favorita de Strasberg. Durante oito anos a deusa loira do cinema conviveu intimamente com a família Strasberg, chegando a dividir a mesma cama com Susan. Objeto de adulação paternal de seu pai, Marilyn provocava em Susan um misto de admiração, desilusão, competição e inveja.
Em seu testamento, Marilyn deixou o controle de 75% de seu patrimônio para Lee administrar, incluindo o milionário licenciamento de sua imagem, em gratidão por sua gentileza e tutela artística e pessoal antes e depois dela se tornar uma grande estrela. Lee passou em testamento os direitos à sua terceira esposa e viúva, Anna, que hoje administra o espólio pessoal de Marilyn, que ainda fatura milhões de dólares de direitos pelo uso comercial de sua imagem em todo mundo.

Cônjuge: Anna Strasberg (de 1967 a 1982), Paula Strasberg (de 1934 a 1966), Nora Krecaun Strasberg (de 1926 a 1929)
Filhos: Susan Strasberg, John Strasberg, David Lee Strasberg, Adam Strasberg