Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Luana Piovani

Luana Piovani

Nomes Alternativos: Luana Elídia Afonso Piovani

183Número de Fãs

Nascimento: 29 de Agosto de 1976 (41 years)

Jaboticabal, SP, Brasil - Brasil

Começou sua carreira de modelo em 1990, tendo já trabalhado para as agências FORD E MEGA. Em 1993, estreou como atriz na minissérie Sex Appeal, da Rede Globo, mas nem por isso abandonou as passarelas, tendo conciliado as duas funções por mais um tempo. Em 1994, viajou para vários países como Japão, Alemanha e Suíca. Posterior ao seu regresso ao Brasil, participou da novela Quatro por Quatro e estreou nas telonas, participando do longa Super Colosso.

Em 1996, faria sua primeira peça de teatro, Nó de Gravata e, simultaneamente, integraria o elenco da novela Vira-Lata. Também nesse ano, despontou como apresentadora, estando a frente da apresentação de vários quadros da revista eletrônica dominical Fantástico.

Em 1997, esteve presente na temporada daquele ano da novela teen Malhação e foi eleita pela revista VIP da Editora Abril a mulher mais sexy do mundo. No ano seguinte, protagonizou ao lado dos atores Malu Mader e Fábio Assunção, a minissérie Labirinto. Nesse mesmo ano, protagonizou no teatro a adaptação de D'Artagnan e os Três Mosqueteiros.

Em 1999, produziu e atuou na peça A.M.I.G.A.S., além de ter atuado na novela Suave Veneno. Em 2000, foi apresentadora do programa Tudo de Bom, na MTV Brasil e da premiação Video Music Brasil.

Em 2002, participou do Fashion Rio, o maior evento de moda da América Latina, depois da São Paulo Fashion Week, tendo protagonizado uma cena no mínimo curiosa: da cintura para cima, desfilou nua, segurando os seios. Na TV, foi destaque da minissérie O Quinto dos Infernos e no teatro, do espetáculo Mais Uma Vez Amor. Depois, atuou na peça Alice no País das Maravilhas, que ficou em cartaz por dois anos, integrou o elenco de uma temporada do infantil Sítio do Pica Pau Amarelo e esteve nas telonas do Brasil com o filme O Homem que Copiava.

Em 2004, substitiu a atriz Maria Paula, que saiu de licença maternidade, no humorístico Casseta & Planeta, Urgente!. Também protagonizou o filme O Casamento de Romeu e Julieta, tendo interpretado o papel principal.

Entre 2005 e 2006, junto com a atriz Betty Lago, a filósofa Márcia Tiburi e a jornalista Mônica Waldvogel, dividiu a apresentação do programa Saia Justa, do canal pago GNT (Globosat).

Em 2006, deixando de lado sua imagem de mulher sensual, envereda pelo teatro infantil, tendo produzido e estrelado a peça O Pequeno Príncipe, baseada no texto de Antoine de Saint-Exupéry, na qual faz o papel-título, com grande sucesso entre o público mirim. Ao mesmo tempo, viveu nas telonas a cantora Elke Maravilha, no longa Zuzu Angel.

Em 2007, foi escalada pelo autor Carlos Lombardi para atuar na novela Pé na Jaca, como Vanessa, personagem escrita especialmente para a atriz, porém declinou ao convite. Depois, em 2008, foi convidada a fazer uma participação no seriado Faça sua História.

Em 2009, é a protagonista do filme A Mulher Invisível.

Atualmente, encena o espetáculo infantil O Soldadinho e a Bailarina e, prepara seu retorno ao vídeo, após ser convidada pelo diretor Wolf Maia, a ser uma das protagonistas da série Na forma da lei, na pele da policial Gabriela.

Tem um site e um blog na internet, onde fala do seu cotidiano. Também acabou aderindo ao Twitter e em 2011 também foi uma das protagonistas do seriado A Mulher Invisível