Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

filmow.com/usuario/amanda_jujuba/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > amanda_jujuba
24 years (BRA)
Usuário desde Setembro de 2013
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

"Todo script é diferente e cada personagem é diferente ... e sempre olho como - é como um mapa do tesouro, e cada pequeno detalhe nele, você olha isso para obter informações e isso o indica na direção certa, para onde você precisa ir. Você começa com algumas escolhas, obviamente - eu preciso aprender clarinete ou preciso aprender violoncelo, ou preciso aprender a ficar embaixo da água sem entrar em pânico - mas é como pintar, de certa forma, que, em certo ponto, a pintura começa a dizer-lhe o que fazer. E com a atuação, é a mesma coisa - com a atuação no cinema, de qualquer maneira - em um certo ponto, o que você já colocou na tela começa a ditar-lhe onde você precisa ir, e então ele simplesmente começa a se criar de uma maneira. E o que eu tento fazer é encontrar um fio de mim mesma, tão diferente quanto eu posso sentir o caráter, eu sempre tento achar essa parte de mim. E então, você se baseia nisso, porque é uma maneira de manter a conexão. E você nunca quer perder essa conexão. Sempre há algum tipo de paralelo do que está acontecendo na minha própria vida, e assim você pode usá-lo para, você sabe, trazer fechamento, talvez, para certas coisas que você não tem. Uma cura, uma reconexão. E eu acredito nisso. Eu acredito nisso."

Michelle Pfeiffer.

Últimas opiniões enviadas

  • Amanda

    Um filme lindo e simples ao mesmo tempo. Bem com características do cinema Europeu, parado e a gente fica esperando sempre que algo irá acontecer (não querendo parecer gente esnobe, mas não é pra todo mundo não). Eu adoro, bem como adorei Barrage. Tudo é muito delicado, muito tênue. Aqui, Lolita Chammah representando alguém que tenta acertar os pontos com o passado. A atuação da Themis é bem bonitinha, olha essa tem futuro. Falar da Isabelle é meio que chover no molhado, senti falta de mais dela no filme, mas entendo que nesse o palco era da Lolita.
    Agora falar uma coisa, a Lolita tá cada dia mais parecida com a Huppert em alguns ângulos, as expressões faciais tb são bem parecidas.
    P.S: Acho fofo como Isabelle conseguiu procriar filhos tão lindos e perfeitos 🖤.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Amanda

    Pra mim a história de amor mais linda, longa e triste do cinema. A Liv é um amor, Bergman um gênio inquestionável em sua obra, mas um ser humano cheio de defeitos, que beiraram a falta de limites (no casamento com a Liv). Acredito que tenham sido pessoas que nunca deveriam se relacionar amorosamente, mas fico feliz de ver que a amizade deles prevaleceu e ambos se amavam de uma maneira singular. Torna-se claro que a Liv o amará até o fim da sua vida. Quantas palavras belas, quanta beleza. Que história.
    Eu já estava completamento emocionada e segurando pra não chorar com tanta carga de sentimento que tinha sido lançada sobre mim, daí me vem a cena

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    da Liv encontrando o bilhetinho que ela tinha escrito pro Bergman dentro do ursinho dele, que reação foi aquela? Despenquei em Lágrimas.

    “Querido Pigmar, poucas pessoas podem vivenciar o que conhecer você me deu nesta vida. Faz 35 anos que nos sentamos aqui, bem aqui é você me disse: Estamos dolorosamente ligados. Sim, uma ligação assim é uma benção. Obrigada, sua Liv. Gosto imensamente de você 🖤.”


    Um documentário desse a gente guarda no coração pra sempre! 🖤

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Amanda

    Caramba que filme mais lindo... tinha tempos que tinha visto algo tão singelo, tocante e real, em filmes que envolvam relacionamento amoroso.

    É aquela coisa, comecei odiando o Johnny e o achei um fdp bem egocêntrico.. mas com o decorrer do filme foi lindo ver a construção do personagem, sua mudança diante do envolvimento dele com Gheorghe (com a vó, com o pai), bem como sua redescoberta como pessoa. Gheorghe eu quero vc pra mim.. que cara maravilhoso, de uma sensibilidade impar. Na boa, queria casar e ter filho com os dois, rs :).

    E essa trilha sonora.. awwwww to viciada.

    Tá aqui a prova que o amor (independente da forma que se manifesta) muda as pessoas. ❤❤❤

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Chorei muito em algumas cenas, como no momento que o pai fala pra ele "isso vai te fazer feliz?", ou na hora que o Johnny foi atrás do Gheorghe.
    Acho que o primeiro filme do gênero que não me destrói completamente.. enfim, ficaram juntos.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Alex Gonçalves
    Alex Gonçalves

    Amanda, saudações cinéfilas!
    Como vai?

    Gostaria de convidar você para conhecer o meu canal no YouTube, Cine Resenhas, por Alex Gonçalves. Caso curta os vídeos, também faço o convite para se inscrever, pois o conteúdo é totalmente independente e o apoio vindo com as novas inscrições é essencial para mantê-lo.

    Link do canal: www.youtube.com/c/CineResenhas

    Obrigado pela atenção. ;-)

  • Isabelle
    Isabelle

    e a sua com a michelle, amo muito!!! vejo seus comentários por aí e te acho uma fofa

  • Alex Gonçalves
    Alex Gonçalves

    Olá, Amanda. Tudo bem, obrigado. E com você?

    Então, a foto foi tirada na vinda dela ao Brasil em uma das edições do Festival Varilux de Cinema Francês. Na ocasião, ela estava com dois filmes na programação. Não foi possível estabelecer uma interação, pois eu e outros fãs a abordaram na entrada de uma sala de cinema e ela já estava em cima da hora para abrir uma sessão. Ela é bem na dela, mas foi muito simpática com todos, até porque posou duas vezes pra tirar foto comigo. HAHAHA

    Bjs!