filmow.com/usuario/breakfastatpadocas/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > breakfastatpadocas
21 years (BRA)
Usuário desde Março de 2014
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

A lista de favoritos está em ordem de preferência.

Últimas opiniões enviadas

  • kaique

    Mais uma vez vejo um filme com a Meryl Streep e mais uma vez ela sumiu em cena, dando lugar a sua personagem. É incrível como ela se renova a cada papel, nunca um personagem se assemelha a outro, são todos muito bem encenados, como é neste caso.
    O filme tinha também Spielberg na direção e Tom Hanks atuando, além de tratar de um tema extremamente relevante nos dias atuais: liberdade de imprensa. Mas infelizmente a história não engrena. Mesmo com uma ou outra frase marcante, o roteiro parece muito travado, quase um episódio qualquer de The Newsroom, só que sem nenhuma empolgação.
    Aliás, pensei ao longo do filme se o roteiro não cairia melhor nas mãos do Aaron Sorkin, mas depois que vi que ele roteirizou Jogos de Poder, que tem exatamente o mesmo clima que The Post, percebi que não seria a melhor ideia.
    No fim das contas, acho que o problema foi a ambientação na qual foi desenvolvida a crítica. Escolher Nixon e Guerra do Vietnã é chutar em cachorro morto, tem coisas muito mais contemporâneas e urgentes envolvendo o papel da imprensa, não falta material da Wikileaks para ser usado.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • kaique

    Todo ano a mesma história: Oscar valoriza um filme totalmente fora da zona de conforto do grande público e o pessoal cai em cima, sempre com argumentos pouco elaborados, julgando o filme por aquilo que esperavam dele (e de uma premiação que, sempre bom lembrar, é mais comercial do que artística) e não por aquilo que o filme de fato é.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • kaique

    A série não é sobre destruir o capitalismo, como um amiguinho empolgado aqui fez questão de lembrar. Assim como no filme Clube da Luta, a crítica se fez presente ao longo da série, mas nessa terceira temporada assumiu um tom mais social-democrata, com a ideia de que o capitalismo é um mal necessário que pode ser contornado e usado a nosso favor. Mas não é porque o Elliot redimiu Adam Smith, ou porque ele apertou aquele Enter no final da série, ou até pela hilária citação a Marx no pós-créditos que a série mudou completamente sua crítica filosófica e social: a crítica à xenofobia contra imigrantes mulçumanos está lá, explícita. A crítica à nacionalistas totalitários que surfam na onda de caos social está lá, explícita. A crítica aos 0,0001% que ditam as regras do jogo e fazem o que querem do mundo está lá, explícita.
    Sobre os plot twists, novas informações e elementos antigos que voltaram: nada a declarar. Minha cabeça ainda não foi capaz de processar tudo.
    Estava sendo minha temporada preferida de Mr. Robot até começar a tocar Criminal, da Fiona Apple, na última cena. Estava, porque agora essa não é só minha temporada preferida da série, como da vida, também.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Marcello
    Marcello

    Entendi. Acredito que tu vai gostar sim. Eu desde que comecei a gostar de filmes de terror, quando era moleque, ao longo dos anos fui assistindo de tudo relacionado ao gênero e sempre curti o lado trash também, haha. E desses filmes que a Band exibiu tem vários que nem chegam a se enquadrar no estilo trash, alguns mais antigos por exemplo, dos anos 60 e 70, que ela passou na sessão acredito que até pra não ficar reprisando ainda mais os que já tinha passado. Como a sessão era diária e se estendeu por vários meses, vários filmes passaram duas vezes, alguns três vezes e teve até o campeão haha, "A Noite dos Mortos-Vivos", que passou 4 vezes!.
    Grande abraço!

  • Marcello
    Marcello

    Valeu brother. Sério, hehe, não viu nenhum ainda? Mas eu entendo cara, porque você não pegou aquela época que todos os filmes passaram e infelizmente a maioria deles sumiu da TV faz tempo. Alguns até foram exibidos no início dos anos 2000 no Cine Sinistro da Band, mas depois não passaram mais.
    Mas bro, no YouTube mesmo eu já encontrei vários deles, alguns legendados e alguns até dublados com a dublagem da época, sendo gravação do próprio Cine Trash que postaram lá. Até já revi uns lá. Agora que você tem a lista e os títulos, só ir procurando aos poucos que tu vai encontrar amigo. Pra quem curte vale a pena!
    Grande abraço!