Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

filmow.com/usuario/lalupae/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > lalupae
Fortaleza -
Usuário desde Abril de 2016
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • La

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Quando ele percebeu que os pretos tbm eram pessoas :)

    Ele chorando no final quando se dá conta que é um adolescente e não um super homem. Uma coisa é achar que pode dar conta de tudo e outra e a imaturidade de não considerar que existem consequências.

    A marginalização é uma realidade que é difícil de ser engolida. Muito fácil apontar o dedo para um garoto analfabeto, estigmatizado e sem muitos recursos que ele é culpado de tudo e causador da própria exclusão social.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • La

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Religiões, quanto mais ritualistas, mais punitivas e dominantes são. Parece um bando de crianças que não desenvolveram suas identidades e idades psicologicas, precisam de uma mãe ali o tempo todo limpando a bunda deles. A segregação é tamanha que o cara só tinha a opção: casamento ou casamento. Mesmo Menashe mostrando uma certa subversão, a unica escolha que ele visualizava era as que a religião dele estabelecia; até porque não tem outra alternativa quando se é condicionado severamente a seguir algo.
    O mais cruel disso tudo é que a relação afetiva é totalmente prejudicada, o garoto gostava do pai, mas sofria pelo fato do mesmo ser um tanto "alternativo", já o pai mesmo com todo amor e apreço pelo filho demonstrava seu afeto de forma delimitada, mesmo sendo um p**** paizaum. Tudo isso pra manter a ilusão do status quo da religião.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.