Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > pedrovs
20 years Santa Maria - (BRA)
Usuário desde Julho de 2015
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Pedro Somavilla

    Eu assisto e assisto esse filme e sempre vejo elementos que me soam tão familiares e que não consigo identificar precisamente. Não só a violência, mas o sentimento de fuga de algo mais forte, o sentimento de impotência, a necessidade da força... Não sei exatamente, mas o filme me passa essas coisas de uma forma muito peculiar e assisto e reassisto e sempre sinto que faltou algo e que preciso assistir de novo.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Mas algo que sempre me ocorre é a semelhança do assassino com a figura da morte. As roupas pretas, a perseguição incessante, a onipresença, a força inabalável. Inocentes, culpados, gente forte, gente fraca, acabam todos cedendo. E ele não negocia. Como diz uma das vítimas, seus valores estão para além de dinheiro, drogas e coisas mortais.
    O que pra mim torna muito marcante a cena no final do filme em que a mulher volta de um velório, vestida de preto e encontra ele lá, esperando.
    Me faz também pensar no acidente que ele sofre e em como ele aparece mais fraco diante das crianças, as figuras mais distantes da morte. É uma cena em que ele parece mais humano (mesmo que ainda não muito), precisando de ajuda, e elas tratam ele com inocência, não veem perigo.
    Enfim, não sei se é uma analogia a ser levada ao pé da letra, mas sempre me deixa essa impressão.
    Seria uma boa personificação, porque o cara é muito sinistro.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Pedro Somavilla

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Toda a trama girando em torno de valores milionários, os personagens morrendo ou se ferrando por causa de dinheiro, o marido que simula o sequestro da mulher, por dinheiro, o pai da mulher que morre porque não entregou o resgate, o sequestrador que morre porque não quis ficar com o carro mais barato, mesmo já tendo ficado com o milhão do sequestro, toda a violência em torno de tanta grana e no final a policial e o marido na cama falando sobre quantias de 0,3 ou 0,29 centavos, achei incrível. O contraste desnaturaliza e torna realmente cômica toda aquela ganancia e violência.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Sssssss
    Sssssss

    vc sabia que algum dia eu viria

  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/

  • Tamara Juriatti
    Tamara Juriatti

    Acho que já falei deste pra você, vale apena!
    http://filmow.com/santiago-t4021