filmow.com/usuario/petsounds/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > petsounds
(BRA)
Usuária desde Julho de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

That's what life is: a series of down endings.

Últimas opiniões enviadas

  • Gabriela

    Não tenho palavras para explicar tamanha beleza transmitida neste filme. Figurinos extraordinários e cenários impecáveis, tudo isso servindo de manto, envolvendo peculiares emoções. Posso dizer que em inúmeras partes do filme me senti angustiada. Anna, a todo segundo parecia estar sendo sugada e afogada em um mar de culpa pela exclusão e preconceito que sofria em sociedade. Vronsky, em minha opinião, confundiu o desejo e a paixão que sentia por Anna, com amor. A luxúria depois de algum tempo desaparece, e as consequências vieram em uma enorme proporção resultando em um final completamente trágico. Não devo deixar de comentar sobre a cena em que Anna pergunta a Vronsky se ele a ama. Para mim, foi uma das cenas mais ardentes e apaixonantes que eu já assisti.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Gabriela

    Apesar desta série ter sido em partes muito fiél ao livro, creio que faltou um pouco da intensidade entre os dois personagens. Em minha humilde opinião, Toby Stephens não retratou corretamente a dor que o Mr. Rochester carregava consigo, embora o Edward fosse um homem grosseiro e irônico, o que Toby retratou corretamente, no livro, ele é também descrito como um homem amargurado. E acho que neste quesito, Michael Fassbender se sobresaiu dignamente. Ele apresentou muito bem o interior e a alma do personagem. Mas, como no livro, Mr. Rochester era considerado um homem não muito atraente, onde se tornava atraente aos olhos de Jane pela paixão que ela sentira, neste quesito, Toby Stephens foi fiél. (Mas babando eternamente pelo Michael).

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Algumas cenas foram meio desnecessárias, como a que eles estavam praticamente transando, sendo que no livro nunca é mencionado nem pelo menos, um beijo extremamente intenso.

    Achei também que o filme de 2011 se sobresaiu em relação a Bertha Mason.
    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Se formos ver, na série, ela parecia alguém praticamente normal, e que a cena poderia ter sido interpretada apenas como um momento de ciúmes vivido pela personagem em relação a Jane. O filme de 2011, foi fiél em relação a doença de Bertha.

    Apesar de ter gostado muito da atuação da Ruby como Jane, e até preferiria que fosse desta forma, ela fez com que a Jane fosse uma pessoa mais extrovertida do que na verdade era descrito no livro, Mia fez isso com mais maestria, apesar de preferir Ruby no papel. Ao todo, eu esperava mais da série a partir de comentários que eu já havia lido sobre, mas não deixou de ser muito interessante, e mais uma das milhares de obras-primas da BBC.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nenhum recado para Gabriela.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.