filmow.com/usuario/rick_lambs/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > rick_lambs
41 years Londrina - (BRA)
Usuário desde Setembro de 2018
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Ricardo_AC

    É um bom filme, mas não tem a alma dos outros.
    Um filme genérico de hacker/justiceiro vs organização terrorista/máfia russa.

    A excelência fica por conta da trilogia original, sueca, e da adaptação para minisérie de 6 episódios também sueca.

    A refilmagem hollywoodiana do primeiro filme já havia perdido muito em relação ao original, tanto é que eles resolveram nem refilmar o segundo e o terceiro. Pularam direto para o quarto livro, A Garota na Teia de Aranha, que foi escrito por outro escritor (motivo da perda da "alma" da série).

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Ricardo_AC

    Assisti sem a menor expectativa e me surpreendi bastante.
    Prova que um orçamento baixo não é desculpa para roteiro fraco ou, principalmente, desenvolvimento lento e cansativo (aqueles filmes sem assunto).

    O filme flui em um ritmo bom e constante, sem enrolações desnecessárias, com direito a um ótimo plano sequência aos 30 min e um final bem interessante.

    Ótima atuação de Sierra McCormick.
    Jake Horowitz está bem, um pouco cansativo nos trejeitos de pessoa com pensamento acelerado.

    pensando bem, as pessoas muito aceleradas geralmente são cansativas, então talvez seja a qualidade da sua atuação.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Ricardo_AC

    O primordial do filme, ignorado pela maioria, é o tom nostálgico, leve e gentil atribuído a Sharon Tate. Essa é a essência do filme. A sutileza, a beleza com que ele retrata essa personagem icônica que marcou tão tragicamente a cultura norte-americana na década de 60 é de uma delicadeza sublime.

    Antes de assistir revelo que tive muito receio do que Tarantino poderia fazer,
    traumaticamente falando, com a história dessa mulher que desde “The Fearless Vampire Killers (1967)” e “Una su 13 (1969)” se tornou um ídolo pra mim. Ídolo de atriz, de beleza e principalmente como pessoa. Mas a construção do personagem serviu como homenagem à sua memória e o tom Tarantinesco serviu apenas como vingança para os acontecimentos históricos. Assim como o assassinato de Hitler em “Inglourious Basterds (2009).”

    Com o tempo o filme vai se apagando da minha memória, mas a imagem alegre e vivaz de Sharon Tate continua viva, e continuará por um bom tempo. Em parte pela bela atuação de Margot Robbie, mas principalmente pela qualidade do roteiro. Esse é o verdadeiro legado do filme.

    Ele foi muito feliz no caminho que seguiu, assim como na escolha do elenco. Apenas Polanski foi retratado de uma forma muito caricaturizada, penso eu.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Nenhum recado para Ricardo_AC.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.