Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Mickey Rourke

Mickey Rourke

Nomes Alternativos: Philip Andre Rourke Jr.

957Número de Fãs

Nascimento: 16 de Setembro de 1952 (65 years)

Schenectady, Nova Iorque, EUA - Estados Unidos da América

É um ator e ex-pugilista norte-americano, que alcançou grande fama com o filme Nove e Meia Semanas de Amor.

Biografia

Rourke nasceu em Schenectady, no Estado de Nova Iorque, em uma família de ascendência irlandesa e francesa. Seus pais se divorciaram quando Mickey tinha apenas seis anos, e depois que sua mãe tornou-se a casar, Mickey e seus irmãos mudaram-se para a Flórida, onde Rourke graduou-se na Miami Beach Senior High School.

Boxe na Adolescência

Durante sua adolescência, Rourke tentou seguir os passos de seu pai, que havia sido um lutador de luta-livre, e começou a treinar para se tornar um boxeador. Com 12 anos de idade, Rourke ganhou seu primeiro combate, pesando 53,5 kg, e lutando com o nome de Andre Rourke.

Rourke então deu continuidade a sua carreira amadora no boxe, porém, em 1969, aos 17 anos, acabou sofrendo uma concussão, quando servia de "sparring" para o ex-campeão Luis Rodríguez.

Dois anos mais tarde, durante um combate, Rourke sofreu outra concussão, e foi aconselhado pelos médicos a se afastar temporariamente dos ringues.

Início de Carreira

Enquanto esperava para poder retomar sua carreira no boxe, Rourke começou a se envolver e a se interessar com o teatro. Após atuar em uma peça dirigida por um amigo, Rourke mudou-se para Nova Iorque, onde passou a ter aulas de atuação com Sandra Seacat, do Actors Studio.

A estréia de Rourke no cinema foi em um pequeno papel no filme 1941 - Uma Guerra Muito Louca, de Steven Spielberg, contudo foi dois anos mais tarde, em 1981, que Rourke chamou atenção pela primeira vez, quando atuou em Corpos Ardentes.

Em seguida, Rourke continuou mantendo a atenção da crítica, atuando em filmes como Quando os Jovens se Tornam Adultos, O Selvagem da Motocicleta e Nos Calcanhares da Máfia.

Estrelato

Na metade da década de 80, Rourke finalmente estourou, quando contracenou com Kim Basinger, no drama erotizado Nove Semanas e Meia de Amor. Elevado à condição de "sex symbol", Rourke havia se tornado em um dos maiores astros de Hollywood.

Depois do enorme sucesso de Nove Semanas e Meia, estrelou em Coração Satânico e Condenados pelo Vício, dando continuidade a sua até então bem-sucedida carreira de ator.

O rumo de sua carreira, porém, começou a vacilar quando vieram os seguidos fracassos em Orquídea Selvagem, Horas de Desespero e Caçada sem Tréguas

Carreira no Boxe

Antes de interromper sua carreira artística para retornar aos ringues, Rourke já havia dado indícios de que não havia abandonado por completo sua antiga paixão pelo boxe, quando escreveu e protagonizou Chance de Vencer, de 1988.

Em 1991, portanto três anos após o lançamento de Chance de Vencer, Rourke decidiu tentar se tornar um boxeador profissional. Lutou oito lutas, entre 1991 e 1994, tendo obtido seis vitórias e dois empates.

Apesar de não ter perdido nenhuma luta, em sua breve carreira, Rourke acumulou muitas lesões que acabaram desfigurando seu rosto, o que levou-o a recorrer a cirurgias plásticas para reconstruir sua face.

Retorno ao Cinema

Depois de abandonar o boxe, em 1994, Rourke passou o restante dos anos 90 fazendo pontas em filmes como O Homem que Fazia Chover, Buffalo '66, O Implacável e A Promessa, entre outros tantos.

Em 2005, foi convidado a estrelar em Sin City, uma adaptação de uma história em quadrinhos de Frank Miller. Elogiado por sua participação no filme, Rourke parecia estar renascendo das cinzas. Ainda em 2005, co-estrelou com Keira Knightley em Domino, outro filme que lhe rendeu um bom destaque.

No Festival de Cinema Toronto, Rourke parecia estar de volta e, de fato, em 2008, quando protagonizou "O Lutador", de Darren Aronofsky, a crítica aclamou seu retorno triunfante, premiando-lhe com o Bafta e o Globo de Ouro de Melhor Ator.

Premiações

Oscar

Recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Ator por "O Lutador".