Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Eryk Rocha
16Número de Fãs

Nascimento: 19 de Janeiro de 1978 (39 years)

Brasília - Brasil

Filho de Glauber Rocha com a também cineasta e video-artista colombiana Paula Gaitán, Eryk nasceu durante as filmagens de A Idade da Terra e perdeu seu pai aos 3 anos de idade. Viveu com a mãe na Europa até os 15 anos e na Colômbia até os 20. Entre 1997 e 1999, graduou-se em Cinema e Televisão na Escola de San Antonio de los Baños, em Cuba.
Seu primeiro documentário de longa-metragem, "Rocha que Voa" (2002), partiu de entrevistas de Glauber que Eryk encontrou nos arquivos do ICAIC, Instituto Cubano del Arte e Industria Cinematográficos. O filme foi selecionado para os Festivais de Locarno, Veneza, Montreal e Havana, e foi premiado como melhor longa-metragem latino-americano no Cinesul, do Rio de Janeiro em 2002. Recebeu ainda o prêmio de melhor documentário brasileiro no Festival É Tudo Verdade de 2002, da Associação Brasileira de Documentaristas (ABD).[1]
Seu segundo longa, "Intervalo Clandestino" (2006), registra a presença da campanha presidencial de 2002 na TV e nas ruas no Rio de Janeiro. "Pachamama" (2008) documenta os resquícios da civilização inca na Amazônia peruana no século XXI.
Foi montador do curta "De Glauber para Jirges" (2006). Fez ainda direção de fotografia nos curtas "Campo Geral" (2001), "Limite Branco" (2001), "Dirce a Caminho" (2002), "Maré Obliqua" (2002) e "Medula" (2005), e também no documentário "Zé do Sertão contra a Fera do Mar" (2005). Compôs a música para o curta de sua irmã Ava Gaitán Rocha, "Dramática" (2005) e foi ator no documentário de sua mãe Paula Gaitán, "Diário de Sintra" (2008).
Em 2002 publicou, pela Editora Aeroplano, o livro "Glauber Rocha, Rocha que Voa", com a íntegra das entrevistas feitas por Glauber em Havana, em 1971, e que foram o ponto de partida para a produção do filme "Rocha que Voa".
Em 2010 realizou o seu primeiro filme de ficção: "Transeunte" e com ele recebeu o prêmio do público no 6.º Festival de Cinema Latino-Americano de 2011, realizado em São Paulo.