Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Jafar Panahi
159Número de Fãs

Nascimento: 11 de Julho de 1960 (57 years)

Mianeh - Irã

Panahi, um dos mais influentes diretores da “Nem Wave Iraniana”, tinha apenas 10 anos quando escreveu o seu primeiro livro, que ganhou o primeiro lugar em uma competição literária.Com essa mesma idade, familiarizou-se com o ato de fazer filmes – gravou filmes em 8 mm, atuando em um e mantendo-se apenas na produção de outro. Durante o serviço militar, Panahi serviu na guerra entre Irã e Iraque (1980-1988) e fez um documentário sobre a guerra nesse período.

Depois de estudar direção de cinema na College of Cinema and Television no Teerã, Panahi fez um grande número de filmes para a televisão iraniana e foi o assistente de diretor no filme “Through the Olive Trees” (1994) de Abbas Kiarostami. A partir de então, foi diretor em vários filmes e ganhou inúmeros prêmios em festivais internacionais.

Um dos mais queridos diretores iranianinos no Brasil, Jafar Panahi foi tema recente de matérias jornalística devido sua prisão no Irã. Por ter um cinema voltado à crítica social e apoiar o movimento de oposição política, o diretor sempre teve problemas com as autoridades de seu país. Vários de seus filmes, alguns dos quais foram premiados nos festivais de Chicago, Cannes e Berlim, são proibidos no Irã.

Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo em 1998, o diretor conta sobre sua opção de usar não-profissionais nos principais papéis, não só por ser uma opção barata em indústria pobre, mas "por que o não profissional quase sempre traz mais verdade para o papel, principalmente quando é forçado a vivenciar situações difíceis". E apesar de ter visto muito Alfred Hitchcock, Luis Buñuel e John Ford, opção pela simplicidade como forma de arte. "Não é fácil ser simples", disse.