Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > KaDee Strickland

KaDee Strickland

Nomes Alternativos: Katherine Dee Strickland

91Número de Fãs

Nascimento: 14 de Dezembro de 1977 (38 years)

Patterson, Georgia - Estados Unidos da América

É uma atriz norte-americana, conhecida por interpretar Charlotte King em Private Practice, uma série de televisão norte-americana transmitida pela rede de televisão ABC.

KaDee Strickland nasceu em Patterson, Geórgia, onde era bem conhecida, pois, quando era criança, começou a atuar em pequenas peças da escola. Strickland estudou artes cênicas em Filadélfia e Nova York, onde obteve a maioria pequenos papéis em projetos de cinema, televisão e teatro, entre eles O Sexto Sentido (1999). Em 2003 fez participações em Anything Else e Alguém Tem que Ceder que a levou a receber papeis significativos em filmes de terror como Anacondas e The Grudge (ambos de 2004). No período em que foram lançados, Strickland era referida como "o orgulho de Patterson".

Strickland começou sua carreira em 1999, com uma breve aparição no filme O Sexto Sentido, do diretor M. Night Shyamalan, que ganhou após impressionar este com suas audições para o filme. De acordo com Strckland, seu papel no filme a ajudou a controlar seu “choro falso”. No mesmo ano, atuou como figurante no filme The Chase Sterling, onde apareceu ao lado de grandes atrizes como Winona Ryder e Angelina Jolie.

Quando ficou em Filadélfia teve a oportunidade de participar de outros filmes em produção, como no filme Passeio de trem, que não foi lançado comercialmente até 2005 devido a problemas financeiros. Ela também foi escalada pra o filme Diamond Men, um drama com Robert Forster e Wahlberg Donnie. Teve várias criticas positivas, como a do critico Richard Roeper, do Chicago Sun-Times, que declarou ‘’um filme fantástico, com um ótimo elenco’’.

Depois disso, em 2002, ela se mudou pra Nova York, onde apareceu nas estréias da filmagem do diretor Adam Bhala Lough, Bomb the System, que foi recebido com ótimas criticas, porém, não foi mostrado fora dos festivais de cinema até 2005. No fim de 2002 ela atuou em um episódio da serie de TV norte-americana Law & Order: Criminal Intent, e fez novas aparições em All My Children, o que permitiu que ela deixasse o emprego de garçonete. Em 2003 foi escalada para o posto de Eddie Cibrian, no episódio piloto de uma adaptação para cinema de uma pequena série do romance de Jhon Grisham, The Street Lawyer.

Strickland apareceu em dois filmes de comédia romântica, em 2003. Anything Else, escrito e dirigido por Woody Allen, apresentando-a como a namorada de Jason Biggs. Ela disse que era um “sonho” trabalhar com Allen. O filme foi recebido com boas criticas e com pouca bilheteria, apesar de ela dizer que essa foi sua grande chance. O segundo, Alguém Tem que Ceder (estrelado por Jack Nicholson e Diane Keaton), foi um grande sucesso comercial e de critica, porém a aparição de Strickland foi breve no filme. Ela interpretou a namorada do personagem Keaton (interpretado por Paul Michael Glaser). No ano seguinte, ela fez uma breve aparição no filme independente Knots, e na comédia satirica, mal recebida pela critica, The Stepford Wives, com Nicole Kidman.

No inicio de 2005, ela foi escalada para o episodio piloto para uma série de televisão Laws of Chance. No fim de 2005, ela se juntou ao elenco de The Flock, um drama policial com Richard Gere, Claire Danes e a cantora canadense Avril Lavigne, sobre uma agente federal designada para rastrear uma menina desaparecida e um agressor sexual em liberdade condicional (interpretado por Strickland).

A primeira vez que fez uma personagem regular foi em David E. Kelley. De acordo com ela, ela foi quem queria ser na serie, porque “o tema do amor e compromisso é algo para mim que eu quero andar todos os dias. É muito melhor do que corpos”. O show começou a ser exibido na Fox Network em março de 2007, e foi cancelado no mês seguinte. The Baltimore Sun disse que a serie era horrível, e que o elenco não era ruim, mas apenas terrivelmente castigado por um material ruim. Depois disso, ela se juntou ao elenco de Grey's Anatomy no episódio piloto de Private Practice, que começou a ser exibida em setembro de 2007, na qual ela interpreta Charlotte King, chefe de gabinete no hospital local, e é medica especialista em cirurgia urológica, e vira uma sexóloga, quando compra uma parte da Oceanside Wellness.

Strickland conheceu Jaso Behr no set do filme O Grito, em 2004. De acordo com ela, eles tinham uma afinidade compartilhada com a cultura japonesa, e se tornaram melhores amigos quase instantaneamente por causa da vontade mútua de explorar o Japão. Os dois começaram um relacionamento logo após as filmagens. Quando a perguntaram sobre sua vida amorosa, em 2005, Strickland disse que estava “quieto”. Em 10 de novembro de 2006, ela se casou com Behr em Ojai, na Califórnia, numa cerimônia que incluiu elementos da cultura japonesa. Strickland disse que sua experiência de planejar o casamento ajuudou em sua preparação para o papel em The Wedding Bells.