Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Kate Jackson

Kate Jackson

Nomes Alternativos: Lucy Kate Jackson

33Número de Fãs

Nascimento: 29 de Outubro de 1948 (69 years)

Birmingham, Alabama - Estados Unidos da América

É uma atriz especialmente conhecida pelo seu papel como "Sabrina Duncan" na série americana Charlie's Angels (Anjos de Charlie, em Portugal - As Panteras, no Brasil), produzida e exibida pela ABC, nos anos 70.

Kate Jackson frequentou a Universidade do Mississippi. Iniciou uma carreira profissional como modelo quando tinha 16 anos. Mudou-se para a Califórnia onde começou a sua carreira como atriz. Um dos seus primeiros papéis foi como "Daphne Harridge" na série ''Dark Shadows'', durante o ano de 1970. Entre 1972 e 1976, assumiu o papel principal na série ''Os Novatos/The Rookies'', com a personagem "Jill Danko". Entre 1976 e 1979 desempenhou o papel que a celebrizou, como "Sabrina Duncan" na série ''As Panteras/Charlie's Angels''. Que lhe valeu uma indicação ao EMMY (o Oscar da TV).

É usualmente considerada como a melhor das três atrizes iniciais da série, sendo a única que possuía qualificações profissionais anteriores. Foi-lhe oferecido o papel de "Joanna Kramer", no filme ''Kramer vs. Kramer ''que viria a ganhar o Oscar de 1979 nas categorias de filme, ator (Dustin Hoffman), atriz num papel secundário (Meryl Streep), ator num papel secundário (Justin Henry) e argumento adaptado. Ressentida pelo facto do seu contrato com a série a ter feito perder o papel oscarizado resolveu sair no final da terceira temporada. Na quarta, a detetive "Tiffany Welles", papel desempenhado por Shelley Hack, entrou para o lugar de "Sabrina Duncan".

Em 1982, Kate contracenou com Michael Ontkean e Harry Hamlin em "Fazendo Amor/Making Love'', um filme considerado à frente do seu tempo por ter lidado com a temática da homossexualidade. Alguns consideram que foi apenas devido à temática polêmica do filme que Jackson não foi nomeada para um Oscar.

Entre 1983 e 1987, protagonizou a série de televisão ''Scarecrow and Mrs. King'', com Bruce Boxleitner, na qual desempenhou o papel de uma mãe dos subúrbios citadinos que acaba por vir a ser envolvida com uma agência governamental, similar à CIA. Posteriormente, desempenhou o papel principal na versão televisiva do filme ''Presente de Grego/Baby Boom'', cujo papel havia sido desempenhado por Diane Keaton. No entanto, esta série apenas durou uma temporada. Em 1989, participou no filme ''Loverboy'', desempenhando o papel de mãe de Patrick Dempsey. Desde aí, participou ocasionalmente em várias séries televisivas bem como em telefilmes.

Em 1978, casou com o ator e produtor Andrew Stevens, de quem se divorciou em 1980. Casou novamente com o editor David Greenwald em 1982 e voltou a divorciar-se dois anos mais tarde. O seu terceiro casamento foi com o duplo de cinema Tom Hart em 1991, mas, novamente, divorciou-se dois anos depois.

Em 1995, adotou um filho, Charles Taylor. Lutou com contra o câncer de mama duas vezes, em 1987 e 1989, tendo de recorrer à mastectomia, no entanto, venceu esta batalha, sua amiga Jaclyn Smith, esteve o tempo todo a seu lado. Aliás amizade delas é tão grande que Kate foi madrinha de casamento de Jaclyn, e quando Jaclyn ganhou sua Calçada da Fama, fez questão da presença da amiga.

Em 2010, entrou com um pedido de falência pessoal nos Estados Unidos. Ela alega no pedido que o ex-agente, Richard B. Francis, teria desfalcado sua conta em 3 milhões de dólares por ter lhe informado mal sobre o valor total de seus bens e a pressionado a comprar uma casa pela qual não podia pagar. Segundo informações do site TMZ, eles estão buscando em acordo.