Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Mylla Christie

Mylla Christie

Nomes Alternativos: Milla Christie

16Número de Fãs

Nascimento: 10 de Junho de 1971 (45 years)

São Paulo, SP

Mylla Christie Vitta Sartori (São Paulo, 10 de junho de 1971), é uma atriz, modelo, apresentadora e empresária brasileira.

A paulistana Mylla é formada em balé clássico, moderno e sapateado. Aos 10 anos, foi campeã paulista de ginástica olímpica pelo Clube Pinheiros. Estreou na televisão em 1979 no Roberto Carlos Especial interpretou o Garoto[2], enquanto o cantor fazia o papel de Charlie Chaplin, Carlitos.

Como modelo fez fotos para a revista Capricho, além de ser capa da Boa Forma, Manequim e Criativa, entre outras, realizou inúmeras campanhas publicitárias, tais como Philco Hitachi, Pepsi, Colgate, C&A, Goodyear[3], Molico, Carefree, Ryder e Sabonete Lux[4]. Aos 15 anos, trabalhou e residiu no Japão[5]. Retornou ao Brasil e tornou-se apresentadora de televisão do programa Zaap, da Rede Record[6], e entre junho de 1993 e março de 1994 do Clube da Criança, da extinta Rede Manchete, e como cantora gravou um disco[7]. Foi indicada para participar da Casa dos Artistas, no SBT, mas recusou o convite, preferiu comandar o programa Mylla in Forma, na Rede Mulher[8].

Como atriz, fez aulas na oficina de interpretação da atriz Míriam Muniz, estreou em Meu Bem, Meu Mal, interpretando a Jéssica, uma garota rebelde, temperamental, mimada e carente, filha de Ricardo Miranda (José Mayer)[9], atuou em várias novelas, ganhou projeção nacional em 1995, quando interpretou Silene, a filha da protagonista vivida por Cláudia Raia na minissérie Engraçadinha[10], atuou também em episódios do Você Decide, A Comédia da Vida Privada e no Renato Aragão Especial[11][12]. Depois de Quem É Você?, trocou de emissora e foi para Rede Record, atuou na novela Tiro e Queda[13][14]. Teve destaque também em 2004, ao retornar a Globo,[15] com cabelos curtos e loira, vivendo a polêmica Eleonora, uma estudante de medicina homossexual, em Senhora do Destino[16][17][18]. Contratada da Record em 2007, fez Amor e Intrigas, seu último trabalho na telinha[19].

No cinema, debutou através de Era uma vez..., infanto-juvenil do diretor Arturo Uranga[20], atuou com a direção de Walter Hugo Khoury, fez longas ainda com os diretores Emiliano Ribeiro[21][22] e Del Rangel[23]. Foi protagonista de um curta-metragem de André Ristum[24].

Realizou ensaios e foi capa das revistas masculinas Interview em setembro de 1995 e Playboy em novembro de 1997[25]. No teatro em 2005, encenou Veneza[26], peça com texto do dramaturgo argentino Jorge Acame e direção de Miguel Falabella, em 2006, esteve em cartaz em com a peça Acorda Brasil[27], de Antonio Ermírio de Moraes[28], com direção de José Possi Neto[29].

Participou em 2009 das filmagens do longa As Doze Estrelas, do diretor Luis Alberto Pereira, onde viverá uma das protagonistas.